Blog do Dresch

2 de agosto de 2015

Instalado Comitê de Combate à Seca

                   Empossado na última sexta feira, o Comitê Integrado de Combate à Seca é formado por componentes de todos os orgãos envolvidos no processo de enfrentamento e convivência com a seca. De acordo com o Secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, “a instalação do Comitê é importante para o Governo dar continuidade ao planejamento das ações que serão postas em prática no inicio do próximo ano” afirmou. Ayres, que também integra o Comitê defende uma ação mais efetiva em benefício da população sertaneja atingida pela estiagem.

A tal pauta bomba

                   Após quinze dias de recesso parlamentar, a Câmara dos Deputados retoma suas atividades nesta semana, iniciando a discussão sobre temas polêmicos, assuntos que ganharam o apelido de pauta bomba. Alguns deles inclusive estão trancando a pauta, ou seja, estão com a urgência constitucional vencida, enquanto que outros dividem a população e consequentemente a própria opinião dos parlamentares. A redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, a correção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a reforma política e até a remuneração de advogados públicos. Já nesta terça começa a apreciação serácomeça a vtação pela qualificação feira entram em começa a votação o projeto do Executivo que trata das organizações terroristas e da adequação da legislação aos tratados assinados pelo Brasil. Também entra em votação a mudança da correção dos depósitos do FGTS. Vem por aí ainda a apreciação, em segundo turno, das propostas de emenda á Constituição como a redução da maioridade penal, e da reforma política. O presidente da Câmara Eduardo Cunha também determinou que sejam votados os decretos legislativos de apreciação das contas de governos, que já têm a aprovação da Comissão Mista de Orçamento. O primeiro deles é sobre as contas do governo Itamar Franco (29 de setembro a 31 de Dezembro de 1992). Os deputados também vão votar o decreto que propõe a aprovação das contas do governo Fernando Henrique Cardoso de 2002, e os decretos que também sugerem a aprovação das contas do governo Luiz Inácio Lula da Silva nos anos de 2006 e 2008.


Extermínio de gatos

                   O governo da Austrália pretende exterminar mais de dois milhões de gatos até 2020. A ação faz parte de um projeto de preservação de algumas vidas selvagens ainda existentes no país. Isso porque das 29 espécies de mamíferos que desapareceram do país nos últimos dois séculos, 28 sumiram por causa dos gatos. O governo chegou a criar uma comissão destinada a proteger as demais espécies ameaçadas, que chegam a 120 e correm o risco de extinção também por causa dos gatos. “É importante salientar que o governo australiano não odeia os gatos, mas não pode tolerar o mal que estão fazendo para parte da vida selvagem ainda existente no país” disse uma autoridade do governo.

Extermínio de gatos 2

                   Estimativas mostram que existem cerca de 20 milhões de gatos no país, e que todos os dias eles matam nada mais de 75 milhões de animais silvestres. O extermínio dos gatos seria a forma encontrada pelas autoridades governamentais para evitar a perda completa de outras espécies. O crescimento da população de gatos não assusta apenas os australianos. Nos Estados Unidos, na Inglaterra e na Alemanha a preocupação também é recorrente. Andando em bandos os gatos são nocivos até para animais de médio porte, como coelhos e esquilos. Por isso, serão eliminados e terão seu crescimento completamente controlado a partir de então.

Problemas circulatórios

                   A Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular esta lançando uma campanha nacional de orientação à população sobre os males causados à circulação pelo hábito de ficar sentado por longos períodos. Pessoas que permanecem sentados em viagens de avião, ônibus, carro e até mesmo em locais de trabalho, estão mais propensas a enfrentarem o problema. O Dia do Cirurgião Vascular é comemorado em 14 de Agosto. “A posição sentada não é anatômica para o ser humano. Anatômico é caminhar ou deitar. O sentar é uma imposição da sociedade e da evolução do ser humano” explica o presidente da Sociedade, Pedro Paulo Komlós.

Problemas circulatórios 2

                   O alerta é dado para a posição em situações específicas quando a pessoa pouco ou nada se movimenta, ingere pouco líquido e a tendência é o inchamento das pernas. “Depois de ficar muito tempo na mesma posição, sem movimentar as pernas, com os joelhos dobrados, sem cruzá-las por falta de espaço, a pessoa tem dificuldade de retorno do sangue nas veias, dos pés ao coração” diz o presidente da entidade. A partir daí pode acontecer trombose, embolia no pulmão e que eventualmente podem ser fatais. Mas os problemas podem ser evitados com um check-up vascular que vai ser divulgado pela Sociedade como parte da campanha.

Problemas circulatórios 3

                   Ainda de acordo com as recomendações do presidente Pedro Paulo, para viagens com duração acima de oito horas, o uso da meia elástica de média compressão ajuda muito a prevenir inchaço e dores, além de prevenir a trombose. Segundo ele, quando existe preocupação ou conhecimento de enfermidade prévia na família, a indicação é que a pessoa procure um angiologista ou um cirurgião cardiovascular. Existem ainda alguns medicamentos como flebotômicos (para estimular o funcionamento das veias) e até anticoagulante oral simples, de curta duração. Claro que os medicamentos devem ser prescritos por especialistas. Caminhas de tempos em tempos também é recomendável.

 

 

  • As japonesas lideram pelo terceiro ano consecutivo o ranking mundial de expectativa de vida, de acordo com dados divulgados na última quinta feira (30) pelo Ministério da Saúde do Japão.
  • As mulheres do Japão vivem em média 86,83 anos. Em segundo lugar aparecem as espanholas com 85,6 anos e em terceiro as francesas com 85,4 anos de vida.
  • Entre os homens os japoneses estão na terceira posição com uma expectativa de vida de 80,5 anos. Eles ficam atrás dos moradores de Hong Kong (81,7) e dos islandeses (80,8).
  • Ainda de acordo com os dados oficiais, as japonesas bateram o recorde do país superando dados de 2014 em 0,22 anos, e de 2013, em 0,29.
  • O Japão tem ainda o recorde de pessoas centenárias no mundo com mais de 59 mil pessoas acima dos 100 anos de idade, sendo que 87% delas são mulheres.
  • O governo japonês assinala que esta longevidade é alcançada graças aos progressos tecnológicos da medicina para combater doenças como o câncer, cardíacas e pulmonares, e pela maior atenção à saúde e às atividades físicas.
  • As mulheres brasileiras vivem em média 78,6 anos, e os homens 71,3 anos.