Edmilson Teixeira

30 de julho de 2015

Seminário inédito!

Alagoas sai na frente como primeiro estado do Brasil, a promover um seminário focado no conteúdo do  Plano Nacional de Educação -PNE- sancionado pela presidenta Dilma em junho de 2014, com a Lei 13.005; cujo Plano definirá as bases da política educacional brasileira até 2024. Trata-se do Seminário Alagoano de Educação 2015, evento que está programado para o dia 11 de agosto em Maceió, no Hotel Radisson, com a participação do MPE/AL, além de conferencistas de renome nacional e internacional. O Seminário objetiva discutir e esclarecer todas as normas, sobretudo em se tratando das metas estabelecidas pelo PNE e suas possíveis consequências técnicas e jurídicas do não cumprimento da mesma.

 

Seminário  – chance

“Será uma oportunidade para os participantes (secretários municipais de Educação, prefeitos e gestores do segmento educacional) receberem dicas e orientações robustas dos palestrantes e autoridades presentes, sobre o referido  PNE; tanto na esfera estadual como na municipal” disse a promotora do MPE/AL, Dra. Cecília Carnaúba, uma das integrantes do quadro de conferencistas do Seminário. O evento que está sendo realizado pela Editora Direcional (Brasília/DF) e promovido pelo Instituto Carlos Conce, conta com o apoio do Estado e da AMA.

 

Seminário  – convocação

E como parte dos preparativos da chegada do dia 11 de agosto, foi  que na manhã desta quarta-feira, na sede da AMA, durante um evento da Undime, que é o órgão dos secretários municipais de Educação, o Instituto Carlos Conce, por meio de sua representante, Fabiane Carvalho aproveitou o momento para convidar a turma presente. “Estamos com um limite de vagas, e as inscrições estão se afunilando”, disse Fabiane esperançosa de contar com  representantes dos 102 municípios alagoanos. Acrescentou Fabiane, que a organização do evento está cobrando uma taxa, a fim de assegurar todas as despesas do Seminário, onde os contatos devem ser feitos pelos telefones: 9966-0808 e 3327-7090   

 

Tema

 

Os organizadores do Seminário Alagoano de Educação 2015 pautaram três temas: “O direito a Educação em Alagoas: onde estamos?”. Esse será apresentado pela promotora Cecília Carnaúba. O conceituado professor da USP, Nilson José Machado, autor de vários livros, estará destacando o tema: “Aprendizagem significativas e desenvolvimento e competência na Educação Básica”. Por fim, o professor Moaci Alves Carneiros, um renomado profissional da Educação, com conhecimentos adquiridos em universidades americanas e da Europa, vai abordar o tema: “A operacionalização do Plano Nacional de Educação: uma proposta de alinhamento de ações passo a passo”

 

 

 

 

 

São Miguel dos Campos

A partir desta quinta-feira, a cidade promove até domingo,  a primeira edição da Feira Miguelense da Agricultura Familiar. O evento ocorrerá em frente ao Estádio Ferreirão e é realizado pela Via do Trabalho com apoio da Prefeitura local. A Feira contará com a participação de dezenas de expositores com o objetivo de promover a agricultura familiar, através da divulgação, exposição e comercialização de produtos de origem agrícola, pecuária e artesanal. Espera-se um bom público durante os três dias, sobretudo porque a entrada é gratuita e a cada dia haverá atração musical com grupos regionais.

São Miguel dos Campos

O evento reunirá uma diversidade de produtos da agricultura familiar, além da comercialização de ovinos e caprinos,  aves e ovos caipiras; peixes; de mel de abelha; produtos artesanais; entre outros, cultivando os valores culturais, ambientais, políticos e democráticos do campo. A feira é uma ação que possibilita levar para o meio urbano a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a agricultura familiar, que segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através do Censo Agropecuário de 2006, é responsável por mais de 70% da produção dos alimentos que chegam à mesa do povo brasileiro.


Maragogi

Como medida de precaução, foi que ontem fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego, lacraram as portas da própria  agência do órgão com sua sede em Maragogi. Motivos: problemas na infraestrutura física do prédio. De acordo com o auditor fiscal José Prado Melo Júnior, o prédio apresenta problemas nas instalações elétricas e hidráulicas que comprometem a segurança dos usuários e a qualidade dos serviços prestados no Ministério. No local, os banheiros estão interditados e o forro do auditório do prédio desabou, entre outros problemas.

Maragogi- outras

Ainda segundo o auditor fiscal, além de Maragogi, as outras regionais do MTE situadas em Atalaia, Palmeira dos Índios, Porto Real do Colégio, São Miguel dos Campos, Santana do Ipanema, União dos Palmares e Maceió também devem ser fiscalizadas. Sem previsão de retorno para o seu funcionamento, os serviços da regional do MTE em Maragogi só devem ser retomados quando o prédio passar por uma reforma geral.

Arapiraca

Para intensificar as ações das Vigilâncias de Saúde Municipais relativas à qualidade e segurança da água, a Sesau realizou ontem em Arapiraca uma capacitação em vigilância da qualidade da água para consumo humano  e sistema de informação da qualidade da água. O curso foi ministrado na sede da Escola do Governo, onde reuniu cerca técnicos de 50 municípios das 7ª, 8ª, 9ª e 10ª regiões de saúde. A capacitação, segundo a Sesau, garantirá melhor controle sobre a água consumida pelos alagoanos.  

Barra de São Miguel 

Domingo dia 2, a Barra completará seus 52 anos de emancipação politica. “Fizemos uma programação super-especial, a fim de prestarmos as devidas homenagens a este dia! As comemorações se iniciam com um desfile cívico a partir das 15h, com a participação da banda do Exército. À noite, a partir das 20h, haverá uma grande festa com várias atrações para encerrarmos o nosso dia 02 de agosto. Prestigie! Comemore conosco nosso desenvolvimento, trabalho, saúde e educação” comentou o prefeito Zezeco.