Flávio Gomes

30 de julho de 2015

Cadeia resolve?

De Jorge da Cunha Lima: “Quando um processo de corrupção atinge proporções numéricas geométricas, quando a geometria da corrupção parece epidêmica, quando se torna igualmente banal furtar uma banana e dar 700 milhões de propina, quando todos os níveis da sociedade participam direta ou indiretamente de processos de corrupção, podemos nos perguntar se os efeitos da Operação Lava Jato e todas as condenações decorrentes serão suficientes para depurar a sociedade brasileira desse câncer com metástase. Claro que a Justiça e a cadeia são fatores desestimuladores de procedimentos delituosos, tanto mais, uma Justiça com coragem de punir os mais altos escalões da sociedade. Valores roubados começam, pela primeira vez no Brasil, a ser devolvidos, doe no coração do sistema, o próprio dinheiro. Mas o Brasil precisa mais. Precisa uma correção de atitudes…. Todo mundo me dirá: O que falta é educação. Concordo. Mas será necessária, em todos os níveis, uma educação crítica e não uma educação que conforme o educando ao modelo existencial, político, econômico e moral, vigentes. Hoje forma-se o homem para o emprego futuro e não para a totalidade da vida. Um homem formado em sua integridade não é apenas um homem com diploma…”

Desmentido

Alagoas foi o único Estado cujas receitas tributárias cresceram no mês de junho, em comparação a junho do ano passado. A avaliação é de Bernardo Fajardo, da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, da Fundação Getúlio Vargas. Tal constatação se contrapõe às informações do governo de Alagoas, sobre queda de receita.

Quem ganha

O tempo passa, o tempo voa, como dizia a propaganda do Bamerindus, e os representantes do Estados e dos servidores públicos não chegam à definição do reajuste salarial. Melhor para o caixa do governo: o aumento deveria ser implantado em maio e, como estamos no final de julho, está sendo feita uma economia de ao menos 5% da folha.

Licença

Estresse e outros problemas decorrentes de cirurgia bariátrica, realizada há alguns anos, são as causas oficiais do afastamento do deputado estadual Dudu Holanda das suas atividades, para tratamento de saúde. A estimativa é de que Dudu fique em tratamento por pelo menos três meses. O primeiro suplente da sua coligação é Cícero Cavalcante.

Argumento

O Sindicato dos Médicos quer o PAM Salgadinho fechado, por falta de condições de trabalho. O prefeito Rui Palmeira admite dificuldades e diz que está partindo agora para recuperar o PAM, por ter priorizado as unidades dos bairros E dispara: “O que tem gerado isso é o ponto eletrônico. Há médicos que não trabalham e vão ser obrigados a trabalhar.”

Finalmente

A Prefeitura de Maceió firmou parceria com a Construtora Placic, para recuperação do Riacho Salgadinho – uma chaga ambiental no coração da cidade – através da utilização de uma tecnologia denominada “jardins filtrantes”. O prazo para elaboração do projeto é de 180 dias. Se der certo, será um marco na gestão de Rui Palmeira.

Alternativa

A greve dos professores da Ufal completou dois meses. Como sempre, prejuízo mesmo é dos alunos, que têm o aprendizado prejudicado e ficam na incerteza quanto à conclusão do curso. Não é sem razão que muitos estão preferindo faculdades particulares, próximas da área central de Maceió e sem risco de interrupção de aulas por greve.

Ladeira abaixo

Do jornalista Ricardo Noblat: “Cada nova pesquisa de opinião que chega ao Palácio do Planalto confirma a queda de popularidade da presidente Dilma. Ela já está abaixo dos 7,7% registrados na recente pesquisa CNT/MDA. A continuar assim, a popularidade de Dilma acabará se encontrando com o crescimento negativo do PIB. Será algo inédito.”

 

*O Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional será entregue hoje. De Alagoas disputam Ana Paula Omena (Portal Tribuna Hoje), Deraldo Francisco (O Dia – AL), Carlos Henrique Madeiro e Giuliano Martins Porto de Souza (Rádio Difusora).

*A Uniprópolis promove hoje, às 10 horas, o lançamento do Projeto Pescadores de Mel e a apresentação das estratégias de atuação. O evento acontece na Estação Ambiental Cinturão Verde, da Braskem, no bairro do Trapiche da Barra. A Braskem e a Petrobras patrocinam o projeto.

*A ABIH/AL promove hoje e amanhã, no Ritz Lagoa da Anta, o curso “Revenue Management & Distribuição Hoteleira – Como tornar seu hotel mais rentável”, com Gabriela Otto, diretora da GO Consultoria, Gabriela Otto. A consultoria é restrita aos associados da entidade.

 

*O Projeto Quintas no Poço apresenta hoje o grupo “Cai Dentro”, num show em homenagem ao compositor carioca Cartola, um dos ícones da MPB. O grupo é formado por Bruno Palagani, Willbert Fialho, Mikla Waltari e Lara Melo. Às 19h30m, no Sesc Poço. Entrada franca.

* De hoje a domingo acontece, no Sesc Guaxuma, Maceió, a V Mostra Sesc de Artesanato, com 22 expositores produzindo e comercializando peças no local da exposição. Haverá apresentações de folguedos e música regional. Contato: 0800 284 2440. Entrada Gratuita.

*O CRB não apenas decepcionou, na derrota de 1×0 para o Atlético Goianiense, como mais uma vez deixou claro que o time é irregular, não merece confiança. Pior: ficou a três pontos da zona do rebaixamento e seu próximo jogo é também fora de casa, sábado, contra o Paraná.

 

“Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”.

Dilma Rousseff

Presidente da República, em mais uma atabalhoada declaração, ao falar sobre o futuro do Pronatec