20 de julho de 2015

Doutor dói tudo!

 

Diante de mim uma senhora de mais de cinquenta anos de idade. E completa: estou mais quebrada que arroz de terceira! Sorrisos de ambos.

Realmente quando tudo dói algo não vai muito bem, porém pode ser exatamente só e apenas uma coisa: falta de atividade física. Agregado a isso temos a não reposição hormonal e a má alimentação.

O que fazer?

Caso não haja nenhuma contra indicação do cardiologista e do ortopedista iniciar o mais rápido possível uma atividade física. Constante. De três a cinco dias na semana. Mínimo de trinta minutos e máximo de uma hora.

Como é uma pessoa sedentária e está acima do peso pode ser uma atividade na água. Hidroginástica ou natação.

Na sequencia pode vir o pilates e depois de um ano pode chegar à academia.

Melhorar a alimentação com uso de folhas verdes cruas ou no vapor, peixes e leite com seus derivados. Tendo intolerância a lactose procurar os produtos com zero lactose. Caso tenha alteração do colesterol os zero de colesterol.

Banho de sol. Aqui o dilema. O melhor sol para os ossos (cálcio e vitamina D), é o sol de dez às quinze horas. Não abusar do mesmo, pois irá ter problema com a pele. De dez a quinze minutos sem filtro solar.

Caso haja possibilidade ver com o (a) ginecologista a reposição hormonal (trh).

Não fumar por hipótese nenhuma. Bebidas alcoólicas socialmente. Preferencialmente o vinho.

Assim com trinta a sessenta dias as dores terão ido embora e o arroz será de primeira!