Blog do Dresch

16 de julho de 2015

Um artista alagoano em Catálogo internacional

                   O economista alagoano Hércules Mendes, há mais de 50 anos descobriu na caricatura, no cartoon e na escultura, um lado artístico e crítico que acabou reconhecido nacionalmente. Ele é o único alagoano que teve seus trabalhos contemplados no Catálogo da 1ª Bienal Internacional da Caricatura, que vai ser lançada hoje (quinta feira) ás 18h no Museu Palácio Floriano Peixoto. O Catálogo é organizado pelo pesquisador, escritor e artista Luciano Magno, autor da História da Caricatura Brasileira e um incentivador da arte popular em todas as suas manifestações.

Bienal da Caricatura 2

                   Hércules já mostrou seus trabalhos em várias exposições e em salões de humor, tanto no Brasil (Piracicaba, Salvador e Recife) como também na Espanha e na Bélgica. Atuou também na imprensa alagoana como chargista. Parte dos seus trabalhos estará exposta no lançamento do Catálogo, que terá quatro páginas com a obra do alagoano. Esculturas do artista alagoano como “A Vendedora de Sururu” e “O Tocador de Pífano” ilustrarão o ambiente no lançamento.

Brasil elogia acordo

                   Um dos mais importantes momentos das relações internacionais dos últimos anos, o acordo de contenção do uso da energia nuclear pelo Irã, foi elogiado pelo Brasil, através de manifestação do Itamaraty. O acordo foi firmado entre o Irã e o grupo de países conhecido como PS+1(Alemanha, China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia) em Viena, e estabelece uma série de aspectos de longo prazo e em caráter abrangente sobre o programa nuclear iraniano. Dos principais pontos do acordo, o aspecto principal é o limite ao enriquecimento de urânio e à produção de plutônio e que pode ser utilizados na fabricação de bombas atômicas. Também ficou acertado o reforço nas inspeções de instalações nucleares iranianas pela Agência Internacional de Energia Atômica, e do outro lado a suspensão das sanções econômicas ao Irã e a abertura gradual do embargo das vendas de armamentos ao país. O Itamaraty, em nota afirmou que o governo brasileiro “saúda as partes pela vontade política, persistência e determinação demonstradas ao longo do processo negociador complexo e de elevada sensibilidade”. A nota acrescenta que essas qualidades “serão cruciais também para a plena e oportuna execução do acordo”. O comunicado assinala ainda que o Brasil sempre apoiou os esforços diplomáticos que assegurassem a natureza pacífica do programa nuclear iraniano e a normalização das relações do Irã com a comunidade internacional.

 

Nos confins da galáxia

                   O artefato sideral tem o nome que merece. Lançado em 2006, a sonda New Horizons viajou 4.77 bilhões de quilômetros pelo espaço, e chegou na última terça feira á fronteira mais distante da Terra: o Cinturão de Kuiper, mais precisamente na órbita de Plutão. A sonda está há três dias há míseros 12.472 quilômetros do planeta-anão, e mandando imagens fantásticas para a sede na Nasa, nos Estados Unidos. Para enviá-lo até lá a Nasa investiu US$ 720 milhões e ficou na torcida que tudo desse certo, como deu.

Nos confins da galáxia 2

                   E não faltam números estratosféricos. Além de ser a primeira missão terráquea a explorar Plutão, a New Horizons é a primeira a chegar a um planeta anão congelado, a explorar o Cinturão de Kuiper, a explorar um planeta desconhecido e a nave mais rápida da história, com uma velocidade de até 21 quilômetros por segundo. A sonda agora vai auxiliar nos estudos de como era a vida na Terra há bilhões de anos, já que Plutão não teve modificações no período em função da sua distância do sol. E pode ser o principal ponto de partida para novos estudos e trabalhos sobre os planetas e sobre todo o sistema solar.

 

Ampliação de investimentos

                   As possibilidades de novos investimentos em Alagoas da holding japonesa Mitsui, acionista da Algás (24,5% das ações), e o fortalecimento dos projetos da própria Algás foram discutidos esta semana no Palácio República dos Palmares. Os projetos foram apresentados pelo diretor-presidente da Algás, Arnóbio Cavalcante, e pelo presidente da Mitsui, Hiroki Toko, ao governador Renan Filho e à Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jeanine Pires. Entre os projetos já elaborados estão a implantação do gasoduto Penedo-Arapiraca, e a duplicação da linha entre Pilar e Marechal Deodoro, que representam um investimento de R$ 52 milhões por parte da companhia.

Ampliação de investimentos 2

                   O governador Renan Filho agradeceu o apoio da Mitsui para o alcance dos expressivos resultados da Algás e pela compreensão da importância do trabalho da Algás no contexto do setor energético do país e de Alagoas. Segundo Arnóbio Cavalcante o apoio e a participação da Mitsui são fundamentais para que a Algás atinja seus objetivos, e fortaleça os processos de geração e cogeração de gás natural.

 

  • Um alerta importante do atento e preocupado jornalista Aldo Ivo para o Prefeito Rui Palmeira e para equipe do município que trabalha na recuperação de praças e logradouros públicos.
  • A Praça Rayol, localizada em Jaraguá, precisa urgentemente voltar a ser o que sempre foi: um local de lazer tradicional para os moradores próximos e para a população do bairro.
  • Além de recuperar o tradicional logradouro os moradores também pedem que a Praça volte a ser um espaço único, sem divisões na sua extensão,
  • Vale lembrar que a Prefeitura esta desenvolvendo um projeto de reurbanização das praças da capital, como a da Faculdade e a Praça da Colina dos Eucaliptos.
  • Também esta sendo recuperada a Praça localizada em frente a Igreja do Conjunto José Tenório, da Serraria, que até pouco tempo somente servia para abrigar circos mambembes e parques de diversões.