Roberto Baia

10 de julho de 2015

Uma grande artista

Familiares, amigos e artistas circenses se despediram, na manhã de quarta-feira, 8, de Arlinda Marta Melo, ou como era mais conhecida no meio artístico: Marta Rocha. Seu corpo foi sepultado no cemitério de Lagoa da Canoa, onde também estiveram presentes artistas que se espelharam no seu trabalho, a exemplo do radialista Alves Correia, que emocionado fez questão de dar o seu último adeus a uma mulher dedicada a uma arte milenar, que era respeitada  por sua dedicação e amor ao circo.

 

Essência do circo

Marta Rocha era mãe de artistas como Sérgio Tenório e avó do embaixador da cultura afro-indígena no Brasil Tiago Nago, que reside em Olinda – PE. Marta Rocha, segundo o filho Sérgio Tenório também se tornou conhecida no Brasil como uma artista que se tornou a “essência do circo”.

 

Fez história

Há 15 anos, a cidade de Arapiraca e toda torcida alvinegra da região Agreste comemorava o fim de um longo jejum de 47 anos sem títulos do Campeonato Alagoano. O ASA sagrava-se campeão do estadual graças a um gol de cabeça do volante Jaelson, aos 25 minutos do segundo tempo da segunda partida da final diante do CSA, no Estádio Rei Pelé.

 

Ida e volta

Com jogos de ida e volta em um disputado “turnão”, as quatro melhores equipes eram brindadas com a disputa de um quadrangular final. Caso o campeão da primeira fase se repetisse, o título de campeão alagoano seria dado de forma direta a essa equipe. Felizmente isso não aconteceu naquele fatídico ano.

 

Melhor campanha

Com a melhor campanha do primeiro turno, o CSA já estava classificado para a final, mas brigava pelo título do quadrangular. Após uma combinação de resultados entre CRB e CSA, e ASA e Capela, os alvinegros avançaram e conseguiram a oportunidade de disputar a fase final.

 

Som do Mercado

O evento aberto ao público “Som do Mercado” vai retornar para o Mercado do Artesanato Margarida Gonçalves, na Praça Municipal Ceci Cunha, bairro Centro, neste sábado (11).

A partir das 20h, o forró toma conta da concha acústica do local com Bastinho da Sanfona, a cantora Neide Morena e o mestre Afrísio Acácio do Acordeon.

 

Arte na praça

“É compromisso da prefeita Célia Rocha trazer para a praça pública todas as formas de arte. Nesse projeto, sempre evidenciamos tanto o teor da cultura popular quanto da música erudita, mostrando toda a expansão criativa de nossos artistas e dando-lhes espaço no palco do Mercado do Artesanato”, diz a secretária da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), Tânia Santos.

 

Fiscalização

Como parte do trabalho de orientação e fiscalização tributária, técnicos e especialistas da Secretaria de Economia e Finanças estão realizando, nesta quinta-feira (9), mais uma operação de campo com visitas a estabelecimentos comerciais de Arapiraca.

O secretário Lucas Leão também acompanha os trabalhos, que tiveram início às oito horas, na Rua Expedicionários Brasileiros, que se estende pelos bairros Eldorado e Baixa Grande.

 

Operação educativa

A ação faz parte de uma operação educativa de rotina, a exemplo do que aconteceu há cerca de duas semanas, na área central da cidade.

Segundo o secretário de Economia e Finanças, Lucas Leão, a operação educativa e de orientação, tem como objetivo e fazer uma espécie de censo das empresas de Arapiraca.

 

 

Atalaia

Mais de duas mil mudas de árvores nativas deverão contribuir com a recuperação de áreas degradadas na mata ciliar, após a enxurrada de 2010 em Atalaia. A ação integra a segunda etapa do projeto Revitalização do Rio Paraíba, realizado pela Defesa Civil de Alagoas com apoio da Prefeitura.

 

Programação

A programação inicia no dia 15 de julho às 8h no plenário da Câmara de Vereadores, com um curso operacional de proteção e defesa civil. Já no dia 16, acontecerá o plantio de mudas na zona rural e urbana, que contará com auxílio de estudantes, professores e autoridades.

 

 

 

… De acordo com o Coordenador da Defesa Civil de Atalaia, Massilon Mendes, o plantio de árvores e a recuperação de áreas degradadas são de suma importância para o meio ambiente e, consequentemente, para os seres humanos que fazem parte da natureza.

 

 

 

… Segundo ele, a recuperação de áreas degradadas, principalmente no que diz respeito às matas ciliares (nas margens dos rios), é importantíssima na manutenção dos recursos hídricos, evitando o assoreamento dos rios e diminuindo sua contaminação.

 

… “Essas áreas junto aos rios são denominadas Áreas de Proteção Permanente e que, teoricamente, como o nome sugere, deveriam estar protegidas do desmatamento. Entre outras funções ecológicas, eles também poderiam diminuir os prejuízos das enchentes, seja no meio rural ou urbano, amortizando os efeitos das cheias dos rios, uma vez que formam uma barreira natural e captam um grande volume de água”, afirma.