Edmilson Teixeira

9 de julho de 2015

Viçosa

A vereadora por Viçosa, Micheline Fernandes (PV), coordenadora da UVEAL-Mulher, visitou nesta quarta-feira, a presidente interina do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas,Rosa Maria Ribeiro de Albuquerque, homenageando a primeira mulher a assumir a presidência do TCE/AL. Na ocasião, a vereadora destacou que é de grande importância fortalecer o relacionamento entre o Tribunal e a União dos Vereadores do Estado de Alagoas.

 

 FPM em cena

 A expectativa é grande em Alagoas por parte dos prefeitos, quanto à situação daqui pra frente, sobre o valor do repasse do FPM. Esta semana dirigentes da Confederação Nacional dos Municípios foram recebidos pelo ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, que tem um papel de articulador do governo, juntamente com o vice-presidente da República, Michel Temer. Padilha disse que será um “porta-voz” dos municipalistas com o objetivo de se cumprir o acordo entre governo e movimento municipalista, referente à elevação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

FPM em cena – desgaste

O presidente da CNM em exercício, Glademir Aroldi, explicou ao ministro que o acordo foi 0,5% sobre 12 meses de arrecadação. O que daria pouco mais de R$ 1,9 bilhão, a ser depositado amanhã, dia 10 de julho. Mas o grande problema, é que  uma mudança no texto final diz que o repasse deve ser sobre apenas os seis primeiros meses deste ano. Isso reduz o valor pela metade, um desgaste para os prefeitos, alerta a CNM. 

Capela

 

“A situação de cada município está muito sensível! Temos que arcar com investimentos que não são nossos. O governo federal acaba-nos  “acorrentando”  com dívidas que não são oriundas de tal esfera. Esse descumprimento de 1% do FPM tirou toda àquela boa expectativa criada por cada administrador. Administrar e manter as contas do município em dia tem sido cada vez mais uma missão complexa. Apesar de tudo, de todos os impasses, que não foram criados pelas Prefeituras, não podemos deixar de lutar pelo nosso povo. A população deve estar em primeiro lugar”, argumentou o prefeito de Capela, Eustaquinho Moreira, sobre o não cumprimento da presidenta Dilma, quando a elevação de 1% na receita do FPM para este ano.

 

Cajueiro – bronca

                  

A vice-prefeita de Cajueiro, Ana Cláudia disse que nesta quarta-feira pela manhã, foi ouvida pelo Ministério Público de Alagoas na cidade de Capela, sobre o polêmico caso de abuso de poder, cometido pela Prefeitura, quanto à campanha eleitoral do candidato eleito Bruno Toledo para deputado estadual; filho da prefeita Lucila. Ana Cláudia disse que ela e mais 11 funcionárias da área de Saúde, foram convocadas, a fim de prestar depoimento ao promotor de Justiça, Edezilton Andrade. “O MP dispõe de um farto material de denúncias por meio de gravações de imagens e áudio, contra a Prefeitura;  onde comprova uma reunião entre os funcionários da Saúde, sendo manipulados para votar no candidato filho da prefeita”, disse.  

 

Cajueiro  –perseguição

 

Em Cajueiro a vice-prefeita Ana Cláudia não anda se bicando com a titular, Lucila Toledo desde o começo dessa gestão. Tudo começou porque a prefeita Lucila afastou do comando do SAAE (serviço de abastecimento de água) o esposo de Ana Cláudia. “Eu estava fazendo durante cerca de um ano, um trabalho voluntário como enfermeira num posto de saúde da cidade, só que por questão de perseguição a prefeita me transferiu para a Serra do Mamão, que é um povoado distante e de difícil acesso, cujo local de trabalho não oferece a menor condição de um profissional executar suas funções; tanto que só fiquei por lá somente  dois meses”, disse a vice, ela que é enfermeira concursada no município, mas que optou pelo salário da política, onde fatura 10 mil por mês, correspondente ao dobro do outro cargo.  

 

Paripueira

 

A Prefeitura de Paripueira tomou uma decisão extrema: vai pagar em juízo o salário de cerca de 120 servidores que foram admitidos sob judice, após serem aprovados em um concurso público suspeito de ser fraudulento realizado no município em 2007.

 

Matriz de Camaragibe

 

Nesta quinta-feira acontece a VII Conferência Municipal de Saúde. O evento este ano traz como tema: “Saúde pública de qualidade, para cuidar bem das pessoas; direito do povo brasileiro”. A secretária de Saúde, Nilza Malta espera, assim como o prefeito Marcos Paulo, o Marquinhos, que a Conferência seja bastante proveitosa, e que todos os participantes possam interagir de forma engrandecedora, a fim de que o povo do município é quem possa sair ganhando no final dessa história. 

 

 

 

 

Água de poço

 

A Codevasf está alertando aos 19 prefeitos dos municípios que foram contemplados com o Sistema Simplificado de Abastecimento, que eles têm até o último dia desse mês, para apresentar toda documentação exigida do projeto. O sistema consiste em captar a água, a partir de um manancial subterrâneo ou superficial como, por exemplo, um poço ou um açude e distribuir essa água por meio de uma rede adutora levando-a até as habitações ou chafarizes implantados em pontos de fácil acesso à comunidade.

 

 

Santana do Ipanema

 

Na segunda-feira, por consequência da crise no transporte escolar, foi que estudantes das três escolas mantidas pelo Estado lá em Santana, realizam um grande protesto. Eles reivindicam providências por parte do governo alagoano, para regularização do pagamento dos transportadores de alunos da rede estadual. Após a conversa com a Coordenadora Regional de Ensino os estudantes foram até a promotoria onde entregaram um abaixo-assinado contendo  481 assinaturas.

 

União dos Palmares – inovação

 

Após reunião com o juiz da 2ª Vara Cível e diretor do fórum de União dos Palmares, Yulli Roter Maia, a Defensoria Pública de Alagoas iniciou novo procedimento na realização dos acordos extrajudiciais. Todas às segundas-feiras, na sala de audiências da 2ª Vara, os acordos estão acontecendo com a presença da psicóloga Maria do Socorro de Aragão Pereira, bacharela em psicologia e especialista em psicologia jurídica, que auxilia no aconselhamento psicológico e avaliação psicológica, e já atua nas audiências semanais na Vara.

 

União dos Palmares – meta

 

Segundo a defensora pública em exercício na Comarca, Andresa Wanderley, 80% dos casos atendidos pela Defensoria Pública de Alagoas envolvem conflitos familiares que ultrapassam a esfera jurídica, sendo imprescindível o auxílio de equipe multidisciplinar. Além disso, a iniciativa objetiva diminuir o número de ações judiciais e atender aos anseios da população palmarina com a maior celeridade possível.