Roberto Baia

7 de julho de 2015

Sucessão complicada em União

Começa a se definir a sucessão municipal de União dos Palmares. O prefeito Beto Baía já confirmou que vai entrar com tudo para tentar se reeleger, mas, pelo menos, têm consciência de que a abriga não será nada fácil. Correndo contra o tempo, o ex-governador Manoel Gomes de Barros – Mano, já entrou de sola na disputa que ainda tem como concorrentes o ex-prefeito Kil, o atual vice-prefeito Eduardo Pedrosa e o empresário Zé Alfredo.

 

Reeleição difícil

Com um governo apagado, mergulhado em denúncias de toda ordem, o médico Beto Baía vai ter que se “virar nos 30” para continuar governando um dos municípios mais pobres do Estado de Alagoas. E ainda vai ter que amargar o seu vice-prefeito em outro palanque, detonando de todas as formas possíveis e inimagináveis a gestão de Beto, com quem não se entende hoje em dia nem mesmo para ir para o céu.

 

Não se entendem

Por outro lado, Mano e Kil já não sentam numa mesma mesa nem para tomar uma canja de galinha. Os dois políticos se tornaram adversário ferrenhos durante as eleições municipais onde Beto Baía saiu vitorioso. Mas muita água ainda vai rolar e aliados do prefeito acreditam numa reviravolta política favorável a sua candidatura.

 

Sem chances

Para os adversários, no entanto, Beto é carta fora do baralho e não tem a mínima condição de se eleger. E, como resultado dos desmandos administrativos que praticou durante a sua gestão terá que se explicar durante longos anos a Justiça alagoana, que já está na sua cola.

 

Zé Alfredo

Quando ao pré-candidato Zé Alfredo, é de domínio público que ele ultimamente vem sendo considerado como uma espécie de “pai dos pobres”, construindo estradas e pontes com recursos próprios, usando a estrutura de sua empresa de terraplenagem, usando diversas máquinas, a exemplo de caçambas, e outros equipamentos pesados. Dessa forma, ele já ganhou popularidade e se promoveu politicamente rumo as eleições de 2016.

 

Carlos Pedrosa

O vice-prefeito Eduardo pedrosa acusa o prefeito Beto Baía de traição, já que logo que assumiu o comando do município lhe deu um “pontapé” e tratou com total desprezo o grupo político que lhe estendeu a mão, foi fiel e o acompanhou durante as eleições. Político popular, Pedrosa afirma que o apoio do seu grupo e, em especial, da sua família foi decisivo para a consagração da vitória nas eleições de 2012, desbancando o ex-governador Mano que mandou em União dos Palmares por mais de 40 anos.

 

Aumento salarial

A Prefeitura de Maragogi, através da Secretaria de Educação, concedeu reajuste salarial de 13% aos professores efetivos (sendo 8% retroativo a março e mais 5% a partir do mês de setembro) e 8% aos servidores do apoio e setor administrativo da rede municipal de ensino de Maragogi. O aumento faz parte da política de valorização dos profissionais.

 

Dificuldades

 

Ao sancionar o projeto, o Prefeito Henrique Madeira enfatizou que mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelos municípios, em virtude da escassez de recursos e da queda brusca do FPM, a cidade se preparou para poder conceder um reajuste dentro das possibilidades financeiras, mas que atendesse, sobretudo, aos anseios da categoria. “Fizemos muito esforço e conseguimos com a competência da nossa equipe e sensibilidade dos Vereadores, conceder esse reajuste aos professores. Estamos felizes porque estamos valorizando uma classe que tem importante papel no crescimento e fortalecimento da educação dos maragogienses”, salientou.

 

Vereadores

De acordo com o Secretário de Educação, Gino César, a atitude do Legislativo em dar celeridade à aprovação dos projetos da Prefeitura, foi primordial para que a categoria fosse beneficiada.

“Precisamos destacar o empenho dos nobres vereadores e da Presidente da Casa, a Vereadora Elba Vasconcelos, em aprovar essa matéria que valoriza e motiva nossos profissionais”, destacou. Ainda segundo ele, os servidores começam a receber o retroativo dos meses de março, abril e maio, nesta terça-feira (07).

 

Gigante alvinegro

A Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA) segue firme e forte no seu

objetivo que é o de retornar para a Série B do Campeonato Brasileiro de

2016.

Neste domingo (5), o Gigante Alvinegro teve um duro confronto diante da

equipe do Águia de Marabá, no Estádio Zinho de Oliveira, no Pará,

partida válida pela sexta rodada do campeonato nacional da série C.

 

 

… O ASA venceu o time paraense pelo placar de 2 a 1 e assumiu provisoriamente a vice-liderança do grupo A com 12 pontos, aguardando apenas o jogo entre Confiança e Vila Nova que acontece nesta segunda-feira (6), em Aracaju.

 

… A partida começou bastante movimentada, as duas equipes tiveram diversas oportunidades de ataque durante os primeiros minutos do primeiro tempo. Com mais objetividade nas jogadas, o atacante Alex Henrique lançou o meio-campista Didira que tocou de canhota no canto do goleiro Paulo Rafael aos 12 minutos da primeira etapa.

 

… A equipe do técnico Vica mostrava entrosamento e cadenciava as jogadas pelas laterais do campo adversário. Em um desses lances, o lateral-esquerdo Fábio Alves cruzou na área para Alex Henrique marcar o segundo gol do ASA.

 

… Antes do final do primeiro tempo, o zagueiro Fábio Alves derrubou o atacante marabaense na área e o árbitro Jânio Pires assinalou pênalti convertido em gol por Flamel.