6 de julho de 2015

Por que os homens públicos faltam com a verdade? Com honrosas exceções.

 

A vida passa e os casos se sucedem com os políticos. Falam sempre as mil maravilhas durante as campanhas e ao assumirem seus mandatos esquecem tudo e o pior fazem tudo ao contrário do que prometeram durante a campanha.

Quando criança todos nós somos orientados e ensinados pelos pais e professores a só falarmos a verdade e procedermos de forma correta em nossas atitudes. Acho que todos passaram por esta etapa. O que sucede com os senhores detentores de mandato público. Principalmente os que foram eleitos?

Acredito que todos são portadores de “amnésia retrógrada”!

Quando criança todos nós sofremos corretivos, perdendo o uso de um brinquedo, não recebendo um pirulito ou mesmo não indo a uma festa ou a casa de nossos avós.

Por que não podemos proceder com os políticos aplicando aos mesmos um corretivo? Não. Esperar por mais quatro anos de desmandos para depois penaliza-los não! Sim, é a democracia! Mais democracia só para uns? Para eles não?

Então, mentir pode. Enganar os outros pode. Fazer desmandos por quatro anos pode. Os penalizados são os eleitores que mesmo enganados não podem exercer o direito de entrar com uma ação e mudar o governante! Não! Não pode, pois será golpe! Estado de exceção! O mandato não pode ser usurpado! Etc. e tal!

E os eleitores que mesmo mais humildes e menos letrados (culpa dos próprios políticos que não foram corretos e não deram o devido valor a educação) estes já estão aprendendo da forma mais dura e rude. O ganho pecuniário que comprava dez, agora só compra cinco e olhe lá de menor qualidade.

Estes eleitores já estão usando o seu palavreado simples: “seu moço está bexiguenta está fazendo tudo isto com nós”“! É agora são mais quatro anos para alguma atitude ser tomada e quem sabe tomaremos um novo rumo.