Flávio Gomes

3 de julho de 2015

Dilma e os delatores

Do jornalista Elio Gaspari: “Um dos enigmas do comportamento político de Dilma Rousseff está na sua capacidade de viver numa realidade própria. É a essa característica que se deve atribuir parte do descrédito que acompanha sua administração. Diz uma coisa, faz outra e vai em frente. Recuando quase meio século na história do país para manipular os desdobramentos da Operação Lava-Jato, a doutora afirmou o seguinte: ‘Eu não respeito delator, até porque estive presa na ditadura militar e sei o que é. Tentaram me transformar numa delatora. A ditadura fazia isso com as pessoas presas e garanto a vocês que resisti bravamente’. Mistificando o presente, associou o comportamento de quem passa pela carceragem de Curitiba com o dos presos do DOI durante a ditadura. Seu paralelo ofende o Ministério Público, o Judiciário e o Supremo Tribunal Federal, que homologa cada um dos acordos onde estão as confissões. Nenhum preso da Lava-Jato passou por qualquer constrangimento físico. Até agora, todos os atos praticados pelos investigadores respeitaram o devido processo legal… Ela sabe que o comportamento de um preso sob tortura nada tem a ver com sua bravura. Relaciona-se apenas com o caráter do torturador e do regime a quem ele serve. Quem fala sob tortura não é delator, é apenas um cidadão torturado e a doutora respeita muitos deles…”

Refém

Definitivamente, o presidente do Senado, Renan Calheiros, se reaproximou do PT. Ou, pelo menos, da banda do PT que deseja a volta de Lula ao poder. Tanto pior para Dilma, que tem agora outro monitoramento, além do grupo do PMDB ligado ao vice-presidente Michel Temer, seu gestor político, e não, necessariamente, a Renan.

Questionamento
Quando Presidente da República, Fernando Collor sancionou o Estatuto da Criança e do Adolescente. E defende que penalidades para jovens infratores têm de ser feitas pelo ECA e não mudando a Constituição: “É um assunto de uma relevância tamanha que nós senadores não podemos decidir ao sabor das emoções”.

Estilo

Renan Filho não participou diretamente das tratativas com os servidores e tem evitado tomar a frente de outras negociações envolvendo o governo estadual. Por um lado, fica livre do desgaste, quando a pauta é negativa para o Estado. Mas há situações em que as discussões teriam de à base do olho no olho, em respeito aos interlocutores.

Agenda

Idilvan Alencar, presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, prestigia hoje, em Maceió, a inauguração de três Centros Municipais de Educação Infantil: no Benedito Bentes, no Benedito Bentes I e no Conjunto Osman Loureiro. O prefeito Rui Palmeira e a secretária da Educação, Ana Dayse Dórea, comandam o evento.

Líder

Vilmar Pinto consolidou sua liderança junto aos corretores de imóveis, sendo reeleito para presidir o Creci/AL com considerável vantagem: 966 votos, contra 760 de Manoel Sant’Ana, que também já presidiu o órgão. A diferença foi de 206 votos, muito superior ao último confronto entre ambos, em que Vilmar venceu por apertados 13 votos.

Nova ordem

O deputado federal João Henrique Caldas mudou de opinião e, na votação de nova proposta de redução da maioridade penal, disse sim. Da bancada de Alagoas, Ronaldo Lessa, Paulão e Givaldo Carimbão mantiveram posição contrária à PEC. Pedro Vilela, que votou de novo sim, justificou: “A proposta é equilibrada, não reduz para crimes não graves”.

Opinião

Ricardo Noblat: “A essa altura, derrubar Dilma, a teimosa, a criatura ameaçada pelo criador, interessa mais a Lula do que à oposição. O que de pior poderá acontecer a Lula é chegar à próxima eleição presidencial amarrado a um governo impopular que carrega sua impressão digital. Será derrota na certa. Ele nem se arriscará.”

 

* As produções do artesanato de 15 municípios alagoanos estão sendo contempladas na 16ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato, considerada a maior do segmento da América Latina. Desde ontem até o dia 12, no Centro de Convenções de Pernambuco.

*O Projeto Mirante Gourmet Cultural, na Rua Aristeu de Andrade, Farol, apresenta hoje Ed Gama com o show “Ed Gama contém + de 1 Gama”, como parte da programação do “Sexta Riso”. Às 20 horas. Ingresso: R$ 80,00. Contato: 3032.5210 / 99601.2828.

*Acontece hoje e amanhã, no auditório da Casa da Cultura de Arapiraca, o 1º Simpósio “Arapiraca – História e Cultura Fumageira”. O objetivo é a debater a criação de um museu na cidade, que já ostentou o título de “Capital Brasileira do Fumo”.

*O Cine Sesi Cultural chega neste final de semana à cidade de Feira Grande, na sua proposta de exibir filmes onde não há salas de projeção. De hoje a domingo, na Praça do Comércio, sempre às 18 horas, haverá seis exibições diárias, gratuitas.

*PV Melo, uma das revelações da música em Alagoas, faz show hoje, a partir das 22 horas, no Maikai, casa de eventos no Stella Maris, abrindo a noite de apresentação da Banda Eva, da Bahia. Mais informações: 99666.2106.

*O Teatro Deodoro recebe, neste final de semana, o espetáculo “A.M.A.D.A.S.”, com a atriz Elizabeth Savala. A peça se propõe a discutir a mulher moderna. Hoje e amanhã, 21 horas; domingo, 19 horas. Ingresso a R$ 70,00. Contato: 3235.5301.

*O CSA vive uma fase difícil e mais uma vez, por conta de eleições internas, alguns dos que fazem o clube contrariam seu lema “União e Força”. Se com unidade é difícil superar as dificuldades, muito mais com o conflito de interesses pessoais e políticos.


“Para colocar em votação o relatório do TCU sobre as contas do governo Dilma, será preciso apreciar antes outros 13 votos do Tribunal, desde o governo Collor” 

Eduardo Cunha

Presidente da Câmara de Deputados