Blog do Dresch

1 de julho de 2015

Desmatamento zero em 10 anos

                   Um dos principais resultados obtidos durante a visita da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos, foi exatamente o compromisso firmado com Barack Obama em relação às ações dos dois países sobre as mudanças climáticas do planeta. Esse compromisso seria anunciado na Conferência do Clima (COP 21), marcada para Dezembro em Paris, mas Dilma resolveu antecipar o objetivo brasileiro, que é chegar ao desmatamento zero em um prazo de dez anos. Os americanos igualmente vão anunciar medidas importantes, principalmente para que Obama possa transformar a agenda ambiental em um legado do seu governo.

Desmatamento zero 2

                            Os Estados Unidos há muitos anos vem resistindo adotar qualquer medida para reduzir a emissão de gases do efeito estufa. O país sempre foi omisso e ficou de fora dos acordos internacionais sobre o assunto- “remenber” o Protocolo de Kioto. Agora esta postura esta mudando e o governo de Obama já anunciou algumas metas para a redução de CO2. Segundo alguns diplomatas que têm acompanhado os encontros entre Dilma e Obama, a declaração conjunta “terá números e compromissos do Brasil e dos EUA na área de energia e reflorestamento, com medidas da direção da queda nas emissões”.

Desmatamento zero 3

                   O acordo entre os dois países também acontecerá nas áreas de comércio, defesa, educação, ciência, tecnologia e inovação. Estes acertos bilaterais marcam a superação dos problemas causados pela espionagem norte americana sobre a presidente. Na área do comércio, os setores de máquinas e equipamentos, têxteis e luminárias, os dois países deverão assinar um acordo para harmonização de normas. Outro acerto será anunciado na área de facilitação do comércio. Na área de defesa, um trabalho conjunto de parceria tecnológica vai unir empresas brasileiras e americanas.

A caminho do fascismo

                   O jurista Celso Antonio Bandeira de Mello, um dos mais reconhecidos estudiosos da literatura jurídica do país, afirmou esta semana em entrevista a dois grandes veículos de comunicação do país (Folha e JB) que “o escândalo criado com a prática da corrupção, travestida de novidade, é preocupante”. Para ele estamos a caminho do verdadeiro fascismo, impulsionado pela chamada grande imprensa. Ele lembrou que nunca a corrupção foi tão combatida neste país como agora, e foi no governo de Fernando Henrique Cardoso que as estatais ganharam “uma autonomia sem sentido”, quando foi editada a lei 9.478/1997, que autorizou inclusive a Petrobrás a se submeter a um regime de licitação simplificado. O jurista citou o escândalo da Lava Jato: “Está havendo um abuso em matéria de delação premiada, estão achando que isso é a salvação do mundo. Não é. Ninguém gosta de corrupção, nem eu nem ninguém” observou o jurista, citando como facilitador da corrupção lei a flexibilização da lei das licitações. E ele faz a defesa do governo da presidente Dilma Rousseff. “A Presidente ganhou a eleição e desgostou um segmento grande da sociedade, que são principalmente as forças conservadoras e que controlam a grande imprensa. Então esta imprensa tem feito um escândalo como se a corrupção tivesse começado no governo do PT. Isso não é verdade. Corrupção sempre teve, e nunca se combateu tanto a corrupção como agora”, disse Bandeira de Mello. Ele também considera equivocada a forma de condução da Operação Lava Jato. “O desconhecimento das garantias fundamentais que levamos séculos para obter, precisam ser respeitadas. Senão as ações de prender viram somente pão e circo para agradar uma parcela da população” afirmou.

 

Diagnóstico da educação

                   Um diagnóstico completo sobre a situação das escolas dos equipamentos escolares à disposição e sobre o desempenho dos alunos será realizado para avaliar a qualidade de ensino de Alagoas. O Índice de Desenvolvimento da Educação de Alagoas (Ideal) vai ser instituído pela Secretaria de Educação, segundo portaria publicada no Diário Oficial do Estado. Para institucionalizar o Índice, foi criada uma comissão composta por doze integrantes e que atuará na formulação, proposição, normatização, desenvolvimento e coordenação de todas as atividades relativas à consolidação do Ideal.

Diagnóstico da educação 2

                   Ainda de acordo com a portaria de criação do Ideal, o Índice terá uma escala de zero a dez, calculado a partir da multiplicação do Indicador do Fluxo Escolar (IF) e pelo Indicador de Desempenho (ID). A Comissão responsável por normatizar o Índice fará também a articulação com os municípios, através das Secretarias Municipais de Educação e com as Coordenadorias Regionais de Educação, para a socialização do Ideal junto á comunidade em geral. Para tanto deverá contar também com a fundamental ajuda dos diretores de escolas do estado e dos municípios.

Moradias para idosos

                   A aprovação de um substitutivo a um Projeto de Lei da Câmara dos Deputados destinou aos idosos a cota de 6% das unidades habitacionais de programas governamentais de moradia. Do total, pelo menos 3% devem ser destinados a idosos de baixa renda. Atualmente o Estatuto do Idoso prevê reserva de 3% das habitações para os idosos, sem especificar renda mínima. O novo texto mantém o percentual, mas estabeleceu a idade mínima em 60 nos e a faixa de renda em até três salários mínimos. Os idosos ainda terão prioridade para as unidades localizadas no andar térreo dos edifícios habitacionais, para amenizar as dificuldades de locomoção, comuns nesta faixa de idade.

 

 

  • O espetáculo Espectro, que tem como base a obra “A Pecadora Queimada e os Anjos Harmoniosos” de Clarice Lispector, é a atração de hoje no Teatro Deodoro, dentro do projeto Teatro é o Maior Barato.
  • A peça é montada e encenada pelo grupo Claricena, que pela primeira vez apresenta o espetáculo para o público nordestino.
  • O Claricena foi fundado em 2013 por alunos de teatro, dança e música da Universidade Federal de Alagoas, e participa pela primeira vez do projeto que vem sendo desenvolvido pela Direção de Teatros de Alagoas, Diteal.
  • Espectro tem a direção de Anderson Vieira e traz no elenco Antonio Francisco, Cleci Nascimento, Diogo Honorato, Emerson de Lira, João Tenório, João Vitor Santos, Mare Gomes, Meire Benuche e Rozebel Tenório.
  • O grupo encara a apresentação de hoje com grande expectativa, porque, segundo o diretor Anderson Vieira, “é o teatro universitário ocupando o palco do Deodoro, além de mostrar o lado teatral de Clarice Lispector, ainda pouco conhecido”.
  • O espetáculo tem inicio às 19h30 no Teatro Deodoro, e os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro a preços bem acessíveis: R$ 10 e R$ 5 a meia entrada. Vale conferir!