Flávio Gomes

16 de junho de 2015

O escândalo é um só

De editorial de O Estado de São Paulo: “O mensalão é apenas uma parte – e uma das menores, hoje se sabe – do plano de assalto ao Estado protagonizado pelo condomínio que o lulopetismo instalou no poder em 2003. Assim, dez anos passados daquele famigerado escândalo, que mobilizou o País por vários meses e terminou com a prisão de um punhado de réus poderosos, fica muito claro que o episódio não passou de um esquema marginal dentro de uma sofisticada estrutura montada para rapinar bens públicos, em escala nunca vista na história brasileira. Portanto, pouco há a comemorar, pois, com o mensalão, se foi rompida parcialmente a lógica da impunidade, nenhuma página foi, de fato, virada. A cada nova descoberta das autoridades policiais e judiciais no caso do petrolão e de outros esquemas comprova-se que nada, nessas investigações, pode ser tomado de forma isolada. Todos esses escândalos são, na verdade, um só – o escândalo de uma quadrilha que transformou partidos políticos em máquinas para exaurir os recursos do Estado de diversas maneiras, em favor de projetos pessoais e de poder de seus dirigentes… Nem o mensalão nem o petróleo são capazes de resumir essa história de corrupção e desfaçatez da qual, infelizmente, temos apenas um pálido vislumbre”.

 

Expectativa 

Espera-se para hoje uma definição do reajuste salarial dos servidores públicos estaduais. Renan Filho apresentou uma proposta que não agradou:1% para maio, 2% para outubro e 1% em dezembro. Os principais assessores do governador para esse tema garantem que na nova rodada de negociação ele não tem muito mais a oferecer.

 

Desencontro

O que não tem ficado claro nas informações oficiais é a razão exata da impossibilidade de o Estado oferecer pelo menos a correção pelo índice do IPCA, em torno de 6,6%. É que numa hora falam no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal como causa para se oferecer um reajuste melhor; noutra, alegam que é falta de recursos financeiros.

 

Prestigio

O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos, Marcelo Beltrão, cumpre hoje agenda em Miami, Estados Unidos, representando a Confederação Nacional dos Municípios na 21ª Conferência Interamericana de Prefeitos e Autoridades Locais. Beltrão vai defender um novo pacto federativo e devolução da autonomia municipal.

 

Protesto

Líder do governo, o deputado Ronaldo Medeiros (PT) critica a forma como o Ministério Público tem agido contra fabricantes de queijo e abatedouros de animais. Segundo ele, isso só aumenta a crise: “Cidadãos que sustentavam suas famílias trabalhando em queijaria hoje não fabricam mais queijo. Os matadouros quase todos estão fechados”, 

 

Descaso

Leitor desta Conjuntura revela que o Rio Ipanema, um dos principais do Semiárido alagoano, está passando por um lamentável processo de degradação. Não bastassem a escassez de chuva e a poluição residencial, órgãos oficiais estão permitindo retirada de areia do leito do rio. “Vão ficar somente as pedras”, diz o cidadão, inconformado.

 

Explicação

Um experiente engenheiro alagoano diz que as tubulações de esgotos da parte baixa de Maceió foram instaladas em época de pouca densidade populacional e, estreitas, não suportam a demanda dos dias de hoje. A tendência, revela, é a situação piorar, se continuarem demolindo casas para construção de prédios de apartamentos na região.

 

Opinião

De Tarso Genro, ex-governador gaúcho e um dos principais quadros do PT: “É preciso reestruturar o sistema tributário, reescalonar as alíquotas de Imposto de Renda, instituir taxação das grandes fortunas e das grandes heranças, para que pelo menos os efeitos da recomposição econômica e da retomada do crescimento sejam distribuídos para toda a sociedade, e que as penas também sejam distribuídas para todos”.

 

 

*Acontece hoje a solenidade de entrega do Prêmio Banco do Nordeste de Micro e Pequena Empresa. Às 9 horas, na Superintendência Estadual de Alagoas (Rua da Alegria, 407, Maceió). Serão contempladas micro e pequenas empresas que se destacaram como clientes do banco.

*A Fundação Municipal de Ação Cultural faz hoje, em sua sede, um encontro entre instrumentistas e maestros com Naldinho Freire, representante da Fundação Nacional de Artes no Nordeste. O objetivo é discutir apoio do Projeto Bandas de Música, da Funarte.

*O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região realiza hoje, a partir das 9 horas, e amanhã mais um leilão de bens móveis e imóveis, no Fórum Pontes de Miranda, na Avenida da Paz. A finalidade é garantir a quitação de dívidas trabalhistas de processos em fase de execução.

*A secretaria estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos promove hoje palestra sobre Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental, com o professor Ricardo Ribeiro Rodrigues, da USP. Às 9 horas, no auditório do Instituto do Meio Ambiente.

* A Controladoria Geral do Estado, em parceria do Tesouro Nacional, promove até 6ª, 19, a II Semana Contábil e Fiscal para Estados e Municípios, no auditório da Unit. O curso se destina a profissionais que lidam com contabilidade aplicada ao setor público.

 

*A 13ª edição do Concurso de Resgate às Tradições Juninas, em Arapiraca, tem início hoje, com apresentações no Arraiá Capim Canela, na Vila Capim, zona rural. Neste ano a Prefeitura fará festa em 10 localidades, incentivando o tradicional arrasta-pé em arraiais comunitários.

 

*O CRB até que merecia melhor resultado, mas perdeu de 1×0 para o América MG e caiu para 12º da Série B. Hoje a principal atividade do clube é extracampo: reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, “para lavar nossa roupa suja”, no dizer de um dirigente.

  

“O ajuste é essencial. Não é algo que você pode ou não fazer: não há alternativa senão fazê-lo.”

 Dilma Rousseff

 Presidente da República