Blog do Dresch

16 de junho de 2015

Morre um gênio dos gramados

                   Morreu no Domingo, na cidade de Santos em São Paulo, José Ely de Miranda de 82 anos, mais conhecido como Zito, um dos destaques do time do Santos, nos anos de 1950 e 1960. Naqueles anos, ao lado de Pelé, Pepe, Mengálvio, Coutinho e outros, Zito levantou a taça de Campeão Mundial em 1962 e 1963, além de vários outros campeonatos conquistados. Titular absoluto da Seleção Brasileira, Zito formava o meio de campo com Didi, e se destacou nas Copas do Mundo de 1958 na Suécia, e 1962 no Chile. Também esteve na Copa de 1966 na Inglaterra.

Parceiro de Pelé 2

                   Zito havia sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no ano passado e permaneceu por mais de um mês na Santa Casa da sua cidade. Seu estado de saúde piorou nos últimos dias culminando com sua morte. Ele foi sepultado ontem, na cidade paulista de Roseira, sua terra natal. Depois que parou de jogar futebol, Zito começou a trabalhar nas categorias de base de Santos. Foi o responsável pelo aparecimento de Robinho e de Neymar, ao descobri-los nas quadras de futsal da baixada santista. Foi um dos grandes parceiros de Pelé, que o chamava de “professor”.

Igreja e meio ambiente

                   O Papa Francisco vai lançar na próxima quinta feira, a encíclica sobre o meio ambiente, e já avisou que ela é direcionada a todos, e não somente aos católicos. O documento é o primeiro sobre o assunto que o Vaticano divulga. No último Domingo, na benção realizada na Praça de São Pedro, Francisco convidou as milhares de pessoas que estavam na Praça a prestar atenção à degradação ecológica que nos rodeia. “Essa encíclica é dirigida da todos: rezemos para que todos possam receber a mensagem e aumentar a responsabilidade com a casa comum que Deus nos deu” afirmou o Papa. A expectativa é que o texto aborde os efeitos das mudanças climáticas na terra e que os milhões de católicos no mundo pressionem os líderes dos seus países m relação às questões ambientais. O documento, intitulado de “Laudato Si” (Louvado Seja) seja integrado ao debate a ser feito pela cúpula das Nações Unidas sobre mudanças climáticas este ano. De acordo com as agencias internacionais de noticiais, fontes que tiveram acesso à encíclica garantem que o texto trata do impacto das alterações climáticas sobre as pessoas mais pobres e discute a desigualdade provocada pela riqueza, assunto abordado com frequência pelo Pontífice. O documento pedirá aos países ricos para avaliar seu estilo de vida baseado no ”desperdício de recursos”.

 

Escolas de tempo integral

                   Estão abertas desde ontem, as inscrições para as escolas que desejem adotar no regime de tempo integral a partir do ano que vem, de forma gradativa. O credenciamento poderá ser feito nas Coordenadorias Regionais de Educação. De acordo com o edital publicado no Diário Oficial do Estado, o Programa Alagoano de Ensino Integral será implantado em treze escolas, uma em cada Coordenadoria, até o inicio do ano letivo de 2016. O modelo a ser utilizado nas 13 unidades selecionadas será o mesmo adotado pela Escola Estadual Marcos Antonio, do Benedito Bentes em Maceió.

Escolas de tempo integral 2

                   Poderão se inscrever no Programa, as escolas aptas a ofertar o Ensino Médio a partir de 2018, uma vez que a implantação do regime integral é gradativo. Primeiramente serão contempladas as turmas do 1º ano do Ensino Médio em 2016. No ano seguinte os do 2º ano, além dos 1º anos, em 2018 os do terceiro ano, contemplando todo o Ensino médio da escola. As unidades selecionadas pelo programa terão jornada semanal mínima de 35, e de 50 horas no máximo, sendo que a carga horária diária não pode ser superior a 9 horas.

O custo da dengue

                   O Ministério da Saúde gastou, entre 2010 e 2014 pelo menos R$ 4,2 bilhões em ações de prevenção e de tratamento da dengue. Neste período, o custo da dengue aumentou 48%, passando de R$ 613,4 milhões em 2010 para R$ 918,8 milhões em 2014. O valor consumido no ano passado só não foi pior que em 2013, quando o Brasil viveu a pior epidemia da sua história, com 1,4 milhão de pessoas infectadas e com o registro de 674 mortes. Naquele ano a doença consumiu R$ 1,1 bilhão, equiparando os gastos da doença com os custos da Aids que alcançaram R$ 1,2 bilhão e o Mais Médicos que também chegou a R$ 1,1 bilhão. As despesas com a dengue em 2014 incluem as internações, a verba repassada a estados e municípios para ações de prevenção e recursos adicionais.

O custo da dengue 2

                   Não estão incluídos nesta conta as despesas com pacientes com quadros mais brandos, que não precisam de internação. Isso fica na conta do gasto com atenção básica. Mas foi no aspecto da prevenção que os custos da dengue aumentaram bastante. Houve um acréscimo de 54% nos valores do piso fixo de prevenção e nos adicionais específicos. No período o número de internação chegou a cair. Entre 2010 e 2014, 4,4 milhões de brasileiros foram contaminados pela dengue, dos quais 2.544 morreram. Neste ano até o inicio de Maio foram 845,9 mil casos notificados, sendo que 585 tiveram a forma mais grave da doença e 290 faleceram.

 

 

  • O robô europeu Philae, pousado no cometa Churyumov desde meados de Setembro, estabeleceu novamente contato com a Terra por quatro minutos na noite deste Domingo.
  • O anúncio foi feito pelo Centro Nacional de Estudos Espaciais da França.
  • Philae estava adormecido no cometa há sete meses, surpreendeu o centro ao acordar e enviar 40 segundos de dados novos.
  • O cometa Churyomov, onde o robô se encontra, esta em plena efervescência com jatos de gás poeira.
  • É a primeira vez na história da humanidade que isso acontece, e os cientistas franceses consideram que Philae é a experiência mais importante do século XXI.
  • O robô conseguiu sair da sua letargia graças á luminosidade e ao aumento da temperatura, já que o cometa segue em direção do sol.
  • O robô europeu é acionado por energia solar, mas quando pousou no cometa, ficou em um local escuro, onde a luz solar não chegava.