Edmilson Teixeira

10 de junho de 2015

Matriz de Camaragibe

Com o suporte financeiro do Ministério do Turismo, foi dado o início esta semana a obra que vai garantir o serviço de pavimentação e drenagem no conjunto residencial Cícero Cavalcante, situado na região que tem mais se expandido  na cidade, quanto a construção de moradias populares. Orçada em pouco mais de 700 mil reais, a obra tem prazo para ser concluída no início de setembro próximo; porém, segundo o prefeito Marquinhos, como se trata de uma construção exposta ao tempo, a data prevista dentro do contrato deve se extrapolar, por conta do período de inverno que está se aproximando.    

 

Matriz de Camaragibe- outras

 

Outra obra de grande importância que está se iniciando esta semana em Matriz, é a urbanização da  Orla da Lagunar, que fica às margens da rodovia que corta a cidade. Aliás, este  projeto é um grande sonho do prefeito Marquinhos, que tem contado com o apoio de Brasília, a fim de executar um trabalho que promete mudar o visual da região, sobretudo com um perfil  turístico. “Por sinal, o prefeito se encontra na capital federal desde segunda-feira, agilizando nos ministérios, outros projetos estruturantes, para  o engrandecimento do município” disse um assessor.

Aberração

Entre as irregularidades detectadas pela Vigilância Sanitária da Sesau durante a Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) na Bacia do São Francisco, consta a existência de municípios que não estão tratando corretamente o esgoto sanitário, que está poluindo rios. A água utilizada por caminhões-pipa para abastecer residências também não está dentro das técnicas recomendáveis e os lixões estão servindo de depósito de produto hospitalar, misturado com carcaça de animais.

Viçosa

Está publicado no Diário Oficial do Estado de segunda-feira, decreto do prefeito em exercício  Manoel dos Passos, dando conta de que a partir de então, Viçosa adentra em situação de emergência, por um período de três meses; medida  que visa contratos de compras e  mais seis meses  para os de obras e outros serviços. A iniciativa do prefeito deve-se ao afastamento do titular Flauber Filho, o que estaria impedindo o andamento de processos licitatórios para contratações.

 

Viçosa– plano B

 

Também é apontada como justificativa uma grande quantidade de contratos vencidos, firmados entre junho de 2014 e janeiro deste ano, após a realização de licitações, para a prestação de serviços e fornecimento de insumos. O texto argumenta que, por conta do não cumprimento desses compromissos, se faz necessário providenciar imediatamente os meios para que os serviços municipais não sejam interrompidos.

 

Eleição – saúde

 

“Vamos trabalhar de mãos dadas e vamos ter firmeza para buscar junto aos governos federal e estadual os pleitos dos municípios alagoanos”,  disse depois de eleito  na segunda-feira, com 59 votos o novo presidente do o Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Alagoas –Cosems-  Ubiratan Pedrosa ele que é secretário do segmento em Arapiraca. O derrotado foi  Pedro  Madeiro (Jequiá da Praia) que somou apenas 37 votos. Madeiro por sinal já presidiu o órgão e atualmente comanda o Consócio que lida com as secretarias de saúde dos municípios da região sul de Alagoas.

 

Eleição- plano

 

Sinval Clemente (São Miguel dos Campos) que assumirá o setor financeiro do Cosems destaca a forma democrática de como foi conduzido o processo eleitoral dos secretários municipais de saúde e reafirma que a gestão será transparente e ética no colegiado. “Vamos priorizar a unidade de todos os secretários de saúde e, consequente, o fortalecimento do SUS”.

 

Igreja Nova

A Estação de Bombeamento  que alimenta os canais de irrigação do perímetro irrigado do Boacica com águas do rio São Francisco, em Igreja Nova, terá sua estrutura de captação e bombeamento substituída pela Codevasf. Para realizar a substituição, a Codevasf está investindo, com recursos do Ministério da Integração Nacional, mais de R$ 10 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Com o novo sistema, haverá redução no consumo de energia e mais segurança no funcionamento da estação. 


Desfalque

 

A administração pública de Alagoas sempre ativa nas vitrines da roubalheira. Desta vez trata-se de três prefeituras; Jacuípe, Porto Calvo e Campestre. É que todas elas  serão investigados pelo MPE/AL,  sobre supostas irregularidades na aplicação dos recursos do SUS. As portarias com a abertura dos inquéritos civis públicos foram publicadas no Diário Oficial do Estado, de ontem.

Desfalque – caminho

De acordo com o promotor Adriano Jorge, os secretários municipais deixaram de apresentar a prestação de contas durante uma audiência pública realizada nas Câmaras Municipais referente à movimentação dos recursos. Tal postura, segundo o MP, caracteriza ato de improbidade administrativa. Com o inquérito civil público, o promotor poderá colher informações necessárias para investigação, como também solicitar o depoimento dos apontados no caso.