A Palavra em palavras

3 de junho de 2015

MAQUINISTAS DE VIAS NÃO FÉRREAS

Fechando o trânsitoMAQUINISTAS DE VIAS NÃO FÉRREAS

Por Alisson Francisco

trem pequeno

Vejo ruas engarrafadas

por motoristas de trem,

que, lentos, saem dos sinais vermelhos.

 

Em trens invisíveis, entre duas faixas de rua;

ou que se põem parados nos cruzamentos, atrasando os demais, naquele momento,

ou entram, lentamente, nas ruas sem conta se darem

que uma faixa já fecharam.

zona de perigoultrapassagem proibida

contramãoMaquinistas daltônicos, que cortam o sinal vermelho.

Distraídos ou egoístas, que fecham inteiras pistas.

Fora os pilotos de contra-mão! Quem dera, em minha cidade, houvesse não!

 

ultrapassagem perigosaMotoristas confusos, a achar que motos são trens;

que carros são carretas…

Ou motos seriam cometas

e carros, embarcações!

 

Dado em Maceió, 02 de junho de 2015.

 

Alisson Francisco Rodrigues Barreto*

*poeta, filósofo; bacharel em Direito, pós-graduado. Autor deste blog, a Palavra em palavras, pelo qual apresenta fatos dos dias dias, na esperança que cada homem, um dia, veja além do tempo e passe a buscar a harmonia do Eterno.