Flávio Gomes

3 de junho de 2015

Lula deve explicações

Do jornalista Carlos Chagas, no site “Diário do Poder”: “Um dia o Lula falou que não bastava aumentar salários. Era preciso mudar o regime. O tempo passou, mas à exceção dos metalúrgicos do ABC, durante alguns anos, os salários não aumentaram e o regime continua o mesmo. A Nova República continuou velha e o partido dos trabalhadores nem é dos trabalhadores e muito menos é partido. A reforma política nada reformou.  A Câmara rejeitou todas as propostas de mudança e o Senado confirmou a supressão de direitos trabalhistas. Fazer o quê? Aguardar as próximas eleições é sonho de noite de verão. Faz décadas que nos enganamos com a expectativa, porque tudo fica na mesma. Imaginar a rebelião das massas equivale a desconhecê-las e a ignorar que jamais terão consciência de sua capacidade… Madame, no México, exultou e confundiu todo mundo ao dizer ‘que desde 2008 o Brasil adotou medidas anticíclicas para evitar contaminação da economia pelos efeitos da crise global e que agora é hora de desfazer as medidas anticíclicas e fazer o dever de casa’.  Entenderam?  Nem eu. A verdade é que apesar de o PT continuar votando contra os direitos trabalhistas, nenhuma proposta saiu de suas bancadas no sentido de dividir com as elites a carga de sacrifícios para enfrentar a crise econômica… O Lula deve explicações. Pretende voltar ao palácio do Planalto, em 2018, com que intenção? Corrigir os malfeitos de Dilma parece muito pouco.  Ampliar o assistencialismo será inócuo. Mudar o regime?”

 

Gula

O senador Renan Calheiros e o deputado federal Eduardo Cunha apresentaram o anteprojeto da Lei das Estatais, que exige: o Senado deverá aprovar presidentes de empresas públicas ou de economia mista, como ocorre com ministros dos tribunais. O Congresso, em tese, é para legislar. Mas eles querem mais poder de barganha.

 

Registro

Guilherme Palmeira, pai do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, fez cateterismo, em São Paulo, e passa bem, segundo a família. Nos próximos dias retoma suas atividades, em Brasília. Ele tem recebido muitas manifestações, em função das amizades que fez como ministro do TCU, governador, senador, prefeito de Maceió e deputado estadual,

 

Argumento

Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, secretário da Defesa Social, tem explicado que a polícia só interveio contra participantes da Marcha Pela Legalização da Maconha, domingo, em Maceió, a pedido da população e depois que a movimentação acabou. “Enquanto a droga não for legalizada, não vou permitir que se fume abertamente”, alega.

 

TV Mar 

Em 50 anos, o Rio São Francisco perdeu 35% do seu volume d’água, revela o deputado estadual Inácio Loiola (PSB), estudioso do Semiárido, ao programa “Conjuntura”, que irá ao ar hoje, após o meio-dia, na TV Mar, canal 25 da NET. Na entrevista, Loiola, ex-prefeito de Piranhas, admite disputar a Prefeitura de Marechal Deodoro.

 

Agenda

A Câmara Municipal de Maceió faz hoje, às 9 horas, audiência pública para debater a situação das grotas de Maceió, por iniciativa do vereador Eduardo Canuto (PV). Ele explica que secretários do município discutirão com a comunidade saneamento, construção e recuperação de escadarias e pontilhões, contenção de barreiras, construção de quadras de esporte e habitação.

 

Acusação

O advogado Adriano Soares está propondo intervenção na Santa Casa de Misericórdia de Maceió. Ele faz parte da irmandade da instituição e alega que há evidências de uma fraude de R$ 20 milhões contra a Receita Federal, apropriação indébita previdenciária e lavagem de dinheiro. Adriano vai dar conhecimento ao Ministério Público.

 

Opinião

Do advogado Wadih Damous: “Essas crianças que hoje são levadas à prática de atos infracionais, por que carregam a desesperança de uma vida indigna de ser vivida, poderiam, em vez de prisão, ter aulas em período integral num Ciep, não fosse a falta de compromisso das elites com o seu povo. Entre a educação e a cadeia, está na hora de investirmos na primeira”.

 

 

*O jornalista Bernardino Souto Maior considerou normal ter sido desligado do portal Cada Minuto, mas estranhou a forma como aconteceu: “Soube pelo WhatsApp”. Seu blog tinha cerca de 40 mil acessos. Bernardino até ontem havia recebido duas propostas.

 

*Termina hoje, na Escola Joventino Pinto Dâmaso, em Boca da Mata, mais uma edição da Ação Empreendedora, iniciativa do Sebrae. O objetivo é orientar o público local sobre o ambiente empresarial, a fim de impulsionar o desenvolvimento econômico da cidade.

 

*Encerram-se hoje as inscrições para o processo seletivo de estágio em Direito no Ministério Público do Trabalho em Alagoas, para preenchimento de cadastro de reserva em Maceió e Arapiraca. Há chances de convocação no segundo semestre. Contato: 2123.7900.

 

*A Pró-Reitoria de Graduação da Uneal recebe, só até hoje, inscrições de estudantes já portadores de diploma. Há 100 vagas para entrada no segundo semestre, com início em 27 de julho. As inscrições são feitas na Reitoria, em Arapiraca, das 8 às 11 e das 14 às 18 horas.

 

*Júnior Almeida e Andréa Laís abrem hoje a 16ª edição do projeto “Teatro Deodoro é o Maior Barato”, às 19h30, com o show “Canções de Amor e Ódio”. No repertório, sucessos consagrados da música brasileira e composições de Júnior Almeida, incluindo “A Cor do Desejo”.

 

*A banda Pé no Chão participa hoje, 21 horas, no Orákulo Choperia, do “Arraiá da Kel”, abrindo show da cantora Kel Monalisa, com participação dos cantores Lima Neto e Roberta Aureliano e da quadrilha Luar do Sertão. Informações: 9622.5601.

 

*A diretoria do Flamengo tem atribuído a má fase do time à arbitragem. Domingo, na derrota para o Fluminense, o presidente Eduardo Bandeira de Melo acusou os árbitros de “bando de ladrões”. Melhor seria reconhecer que o clube tem contratado mal e jogado pior ainda.

 

“A Dilma não dá uma dentro. Depois de dizer na campanha que o seu governo adotaria o ‘Padrão Fifa’, agora vê desmoronar o maior antro de corrupção do mundo na área do futebol”.

 Jorge Oliveira

 Jornalista