Roberto Baia

3 de junho de 2015

Concurso em Traipu

O Prefeito de Traipu, Erasminho Dias, anunciou, nesta terça-feira (02), que sua administração vai realizar concurso público. “Estamos realizando o levantamento em cada Secretaria Municipal do quantitativo necessário, e vamos contemplar todas as áreas da administração pública”, disse o prefeito.

 

Encontrou o caos

“Infelizmente, encontramos um caos nos órgãos públicos, isso revela a incompetência de quem estava tomando conta da Prefeitura”, revelou o prefeito. A falta de cuidado é mais evidente na Casa Maternal, onde seringas eram armazenadas dentro de garrafas de refrigerante.

 

Sem concurso

“Encontramos vários funcionários contratados ilegalmente pela antiga gestora,” explicou Erasminho Dias, acrescentando que a Prefeitura de Traipu está há vários anos sem realizar concurso. “Administração pública é coisa séria, e a população não pode ficar esperando tanto tempo para que as soluções para pequenos problemas sejam aplicadas”, destacou o prefeito.

 

Edital

 

“Assim que o levantamento do número de vagas estiver pronto, lançaremos edital com as regras e a data do concurso, garantindo uma oportunidade para os filhos de nossa terra”, disse.

 

Fatalidade

A informação está no 7segundos: Na manhã de segunda-feira (01) um atropelamento envolvendo um ônibus provocou a morte de uma idosa. O acidente aconteceu na Rua Delmiro Gouveia, Centro de Arapiraca.

De acordo com as informações colhidas no local do acidente a vítima identificada como Ana Maria de Farias Gama Barbosa, de 63 anos teria tentado atravessar a rua mas não teria percebido a proximidade do coletivo urbano.

A vítima foi arrastada e ficou presa no eixo dianteiro do ônibus. O Corpo de Bombeiros foi acionado e a equipe técnica não mediu esforços para retirar a mulher de debaixo do ônibus com todos os cuidados para que o estado de saúde não se agravasse mais ainda.

 

 

Pão de Açúcar

Teve início ontem (2), na cidade de Pão de Açúcar, a III Conferência Municipal de Educação de Pão de Açúcar. A abertura oficial teve às 19 horas, na Unidade Municipal de Ensino Bráulio Cavalcante. O tema do evento foi: “Planejando a Próxima Década da Educação Municipal”.

 

Conferência

Professores municipais e técnicos da Secretaria Municipal de Educação participam da Conferência que contará, ainda, com a presença do prefeito Jorge Dantas e da educadora Ida Vanderlei Tenório. O evento terá encerramento na próxima quarta-feira (3), às 17 horas.

 

Café da manhã

Segundo o secretário adjunto de Educação municipal, Marcos de Assis Mendonça, na programação da III Conferência Municipal de Educação de Pão de Açúcar constam apresentações culturais, palestra, discussões e café da manhã.

 

Alto Sertão

A informação é do jornalista Jorge Barbosa: Alegria, satisfação, orgulho – era o que se via na expressão desses meninos e meninos de povoados ribeirinhos e assentamentos dos municípios Pão de Açúcar e Piranhas, no alto Sertão, localizados às margens do baixo rio São Francisco.

 

Ampliando saberes

No sábado (30), final do mês de maio, eles festejaram o encerramento das oficinas do projeto “Ampliando Saberes”, que o museu Coleção Karandash de Arte Popular e Contemporânea, com sede em Maceió, levou – a exemplo de outras ações que vem desenvolvendo desde 2008 – para essa região que é celeiro de arte e cultura popular. A criançada fez aulas com mestres escultores e designers populares de móveis, e também com exímias bordadeiras dos dois municípios, durante os meses de abril e maio.

 

 

…As oficinas de escultura em madeira foram conduzidas pelos principais mestres artesãos de Pão de Açúcar: Petrônio Farias, do assentamento Riacho Grande, os irmãos Aberaldo e Antônio Sandes mais Valmir Lima, Zé de Tertulina e Vandinho, estes do povoado às margens do São Francisco, Ilha do Ferro.

 

 

… As aulas de bordados ficaram entre Rejânea, da Ilha do Ferro, e Roseane Lisboa, de Entremontes, outro povoado ribeirinho, este localizado em Piranhas.

 

… “A ideia das oficinas era transmitir esses saberes, para que eles não se percam e sejam assimilados pelas novas gerações. O público inicialmente previsto de jovens acabou se ampliando para as crianças e também adultos, como a Dona Morena, de 89 anos, que fez questão de participar”, diz a artista visual Maria Amélia Vieira, mentora dessas ações de arte educativa no Sertão, junto com o marido, o também artista Dalton Costa.