Roberto Baia

18 de Maio de 2015

Rebateu denúncias

A informação está no site arapiraquense 7segundos: O vice-prefeito de Traipu, Erasmo Dias, rebateu as denúncias publicadas em uma rede social da Prefeitura de Traipu, onde o vice-prefeito é acusado de superfaturar a compra de medicamentos para a Secretaria Municipal de Saúde.As denúncias apontam que Erasmo Dias teria efetuado uma compra em uma empresa não licitada pelo município no valor de R$ 47 mil para aquisição de medicamentos e outros produtos. Mas segundo a denúncias a compra desses produtos somaria apenas R$ 9 mil . 

Caráter de urgência

O vice-prefeito Erasmo Dias afirmou que quando assumiu a prefeitura encontrou as Unidades Básicas de Saúde e a Casa Maternidade que funciona como pronto atendimento defasados e com medicação vencida. De acordo com Erasmo Dias, foi baixado um decreto municipal para realizar a aquisição desses produtos em caráter de urgência.

Serviço essencial

“A população não poderia ficar sem medicação que é um serviço essencial, e nesses casos o município pode comprar sem realizar o processo de licitação”, afirmou o vice-prefeito.Erasmo Dias afirmou também que a empresa que ganhou a licitação para a compra de medicamentos do município na gestão da prefeita Conceição Dias está sendo investigada pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual por irregularidades no processo de licitação.“Como prefeito não poderia comprar medicamentos em uma empresa suspeita de cometer práticas irregulares”, afirmou Dias.

Medicamentos entregues

Ainda na matéria do 7segundos, o vice–prefeito informou também que os medicamentos adquiridos para a maternidade foram entregues ainda quando ele estava assumindo a gestão municipal. Os medicamentos que foram adquiridos para as unidades de saúde foram entregues ao município já após a justiça ter determinado que Conceição Tavares voltasse a assumir a prefeitura de Traipu.

Leilão beneficente

A Casa de Prece Luz do Caminho realizará, neste sábado (16), no auditório da Unimed de Arapiraca, localizado nas imediações do Planetário Municipal, no Lado da Perucaba, uma exposição de artes e um leilão beneficente.O evento tem como objetivo arrecadar recursos com o leilão de telas pintadas sem pincéis pelo médium Denisson Menezes, durante sessões mediúnicas.

Casa espírita

Toda a renda do leilão será destinada para continuar as obras de construção e finalização da sede da casa espírita.A exposição das telas acontecerá no período da tarde, e o leilão marcado para ocorrer a partir das 16 horas.

Arapiraca

Os pacientes atendidos pelo Centro de Atenção Psicossocial para Dependentes Químicos (Caps-AD)) de Arapiraca irão apresentar seus trabalhos terapêuticos em exposição que começa a partir desta segunda-feira (18).A mostra faz parte da Semana de Comemoração de Luta Antimanicomial, que ocorrerá entre os dias 18 e 22 deste mês de maio.

Exposição

De acordo com a gerente do Caps-AD de Arapiraca, assistente social Wagda Costa, a primeira exposição está marcada para começar às oito horas desta segunda-feira (18), no salão principal do Centro Administrativo Municipal, com a apresentação de quadros vazados em MDF produzidos pelos usuários do Caps-AD.

Apoio da prefeita

Wagda Costa destacou o apoio da gestão da prefeita Célia Rocha e de toda a equipe da Secretaria de Saúde, com apoio de outras secretarias e órgãos da administração municipal e da sociedade de Arapiraca.Ela adiantou que, na terça-feira (19), haverá exposição no Arapiraca Garden Shopping, e no dia 21 acontecerá uma visita ao treino do ASA.Na sexta-feira (22), os usuários do Caps-AD, que cuida de pessoas com dependência química (bebidas alcoólicas e drogas), irão assistir a uma sessão de filme no shopping de Arapiraca.

Saúde em debate

Saúde pública foi o principal assunto debatido na tarde desta quarta-feira (13), na Casa de Mário Guimarães. A deficiência e as vezes ausência do atendimento público veio à tona em meio a denúncias feitas pelos vereadores. Entre os casos, um paciente em busca de atendimento para tratar um câncer de próstata e a diminuição da verba para unidades psiquiátricas

…. A pauta foi proposta durante pronunciamento da vereadora Silvania Barbosa (PPS) que denunciou o déficit de oncologistas no sistema público de saúde. Silvana relatou a ‘peregrinação’ de um paciente com câncer que a procurou por não conseguir atendimento através do Sistema Único de Saúde (SUS).

… Na busca por um médico, o paciente – que teve a identidade preservada pela parlamentar em respeito aos familiares – recebeu a confirmação de que o único especialista que atende pelo H.U. goza férias e deve voltar somente no mês de junho. 

… Em virtude da ausência temporária do médico, o paciente está sendo submetido apenas à radioterapia – um paliativo que substitui o tratamento de quimioterapia, adequado para o estágio avançado da doença.