Flávio Gomes

9 de Maio de 2015

O mau jornalismo

A Superintendência Municipal de Limpeza Urbana de Maceió notificou um hospital por detectar 400 kg de lixo infectante junto ao lixo comum. O órgão não anunciou o nome da instituição, certamente por razão política. Veículos de comunicação que divulgaram o fato também omitiram o nome do hospital, talvez por interesse comercial. A propósito vale ler o texto a seguir, do jornalista Carlos Alberto Di Franco: “… Ao tentar disputar espaço com o mundo do entretenimento, alguns setores da imprensa estão entrando num perigoso processo de autofagia. Esquecem que a frivolidade não é a melhor companheira para a viagem da qualidade. Ao atribuírem à televisão e à internet a responsabilidade pela perda de audiência, partiram, num erro estratégico, para um perigoso empenho de imitação. A força da imagem, indiscutível e evidente, gerou um perverso complexo de inferioridade em algumas redações. Perdemos a capacidade de sonhar e a coragem de investir em pautas criativas. Há espaço, e muito, para o jornalismo de qualidade. Basta cuidar do conteúdo. Na outra ponta do problema, estão as recaídas no anacronismo do engajamento informativo. A neutralidade não é sinal de bom jornalismo. É, frequentemente, sintoma de covardia editorial. Mas a isenção, árdua e difícil, é uma meta que deve ser perseguida. A batalha da imparcialidade enfrenta a sabotagem da manipulação, da preguiça profissional e da incompetência arrogante. A apuração aparente é uma das maiores agressões à imprensa de qualidade…”

Impunidade

No último domingo, enorme mancha escura surgiu na Praia de Jatiúca, orla marítima de Maceió. Ontem, o Instituto do Meio Ambiente concluiu que se trata de esgoto. Mas cidadãos que viram, fotografaram e filmaram o ato explícito de poluição se frustraram: ninguém será punido, pois o laudo não é conclusivo quanto à origem do esgoto.

Contestação

O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que ministros de tribunais superiores terão de passar por nova sabatina se quiserem ficar até os 75 anos de idade no cargo, como estabelece a “PEC da Bengala”. O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, reagiu: “Não me submeteria ao risco de uma humilhação no campo político”.

Varejo

O governador Renan Filho não tem uma bancada definida na Assembleia Legislativa. Mas não tem, também, um grupo de oposição firmado. Existem, no máximo, alguns deputados que se consideram independentes, sob o pretexto de defenderem acima de tudo os interesses do Estado. Aí, as coisas se resolvem caso a caso.

Porém

O PT de Alagoas decidiu, no último fim de semana, que terá candidato próprio à Prefeitura de Maceió em 2016 – possivelmente o deputado federal Paulão. Mas não é bem assim. Lula, figura maior do partido, disse que na eleição municipal do próximo ano, em nível nacional, o PT só deverá ter candidato onde houver chances concretas.

Explicando

A vereadora Silvânia Barbosa tem explicado que a lei, de iniciativa dela, determinando que os bancos disponibilizem caixas para clientes que desejem fazer no máximo duas operações exige que o atendimento seja por funcionário, não por terminal eletrônico. E que a lei não impede o cliente fazer, nos caixas rápidos, quantas operações quiser.

Cautela

No primeiro trimestre deste ano a Braskem alcançou lucro líquido de R$ 204 milhões. Mas Carlos Fadigas, presidente da empresa, é cauteloso, diante do quadro econômico do país: “O cenário brasileiro segue desafiador. É fundamental que o governo adote medidas que busquem a recuperação da competitividade da indústria brasileira”.

 

Confissão

José Mujica, ex-presidente do Uruguai, fala no livro “Uma ovelha negra no poder” sobre uma conversa com Lula, então presidente do Brasil, na época do Mensalão. Lula admitiu ter participado do Mensalão, ao dizer: “Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens. Essa era a única forma de governar o Brasil”. Danilo Astori, ex-vice-presidente uruguaio, estava na sala e também ouviu a confissão de Lula.

 

*A Rádio Difusora AM, no programa “Eternamente Jovem” de hoje, proporcionará a veiculação de sucessos musicais inesquecíveis em homenagem às mães, através de Agnaldo Timóteo, Ângela Maria, Chales Aznavour e outros. A partir das 13 horas.

*Os cantores Fernando NunesJúnior Almeida e Toni Augusto são atrações, hoje, do show “Três de Trinta”, às 21 horas, no Boteco Lugar Nenhum, na Jatiúca. O encontro festeja 30 anos de boa música e amizade. Informações: 9684.1271.

A Casa da Cultura de Arapiraca sedia, hoje e amanhã, sempre a partir das 14 horas, a Oficina de Expressão Corporal, por conta do V Festival de Teatro de Arapiraca, com o professor Reginaldo Oliveira. O festival será de 22 a 31 de maio, no Teatro do Sesi.

*Estudantes do 7° Período de Direito do IESC realizam hoje, em Arapiraca, o projeto “Socializando com o Direito”. O evento será na Escola Municipal Domingos Lopes, com o objetivo de promover ações na área do Direito para as comunidades carentes.

* A Escola de Enfermagem e Farmácia da Ufal realiza hoje o 1° Simpósio de Atenção Multiprofissional à Pessoa com Tuberculose. Iniciativa da Liga Acadêmica de Doenças Negligenciadas Professora Noraci Pedrosa. Informações: 9684.8170.

* A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem hoje o Dia 'D' de mobilização nacional. Em Alagoas, a meta é vacinar 702.289 idosos de mais de 60 anos, crianças e trabalhadores da saúde, dentre outros segmentos.

* Ainda na ressaca pela conquista do Campeonato Alagoano, 4ª feira, o CRB faz hoje o primeiro jogo na sua volta à Série B do Campeonato Brasileiro. A estreia é contra o Bragantino SP, às 21 horas, no Estádio Rei Pelé, com promessa de reforços em campo.

 

“Considerando que o prejuízo da corrupção foi de 6 bi e o da incompetência 22 bi, devemos então considerar que eles são mais incompetentes do que ladrões?”

Sandro Vaia

Jornalista