Olívia Cerqueira

30 de Abril de 2015

Incêndio no lixão de União dos Palmares foi controlado

Por João Paulo Farias – Texto e Fotos

 O incêndio de grandes proporções que atingia o lixão de União dos Palmares desde a noite de sábado, 25, começou a ser controlado pela secretaria de Infraestrutura do município. Ontem, 29, foi instalada uma estrutura de bombeamento de água que já apagou cerca de 80% das chamas.

O fogo com suspeita de origem criminosa atingiu metade da área onde funciona o lixão, que tem dois hectares e recebe mais de 40 toneladas diárias de resíduos. A fumaça tóxica se espalhou por vários bairros, pois o vazadouro funciona há 2 km da entrada da cidade.

Segundo o secretário de Infraestrutura Dânclads Uchôa, não foram medidos esforços para combater o incêndio. “Tentamos apagar com o carro pipa, mas ele não pôde entrar no lixão devido às dificuldades de acesso. Então ontem, mandei instalar esse sistema de irrigação com duas bombas, que tem capacidade de bombear 100 mil litros de água por hora”, disse.

A água usada no combate as chamas está vindo do riacho Macacos, que fica a 500 metros do lixão. Para Uchôa essa foi à única forma de amenizar a situação, “pois enquanto o aterro sanitário não for construído teremos que lidar com esse problema”, lamenta o gestor.

Os prejuízos causados pelo incêndio refletiram também nos 32 catadores que trabalham no local. Durante esses dias eles não puderam tirar seu sustento diário. “Esse fogo prejudicou a gente, pois vivemos disso aqui e tiramos nosso sustento”, disse uma catadora que pediu para não se identificar.