Blog do Dresch

9 de Abril de 2015

Pela igualdade de direitos

                   A Câmara de Vereadores de Maceió aprovou Projeto de Lei de autoria da vereadora Tereza Nelma (PSDB) que garante a casais homoafetivos o direito à inscrição como entidade familiar nos programas de habitação popular do município de Maceió. A vereadora justificou que a lei amplia a igualdade de direitos, garantindo que pessoas do mesmo sexo, que vivam uma relação estável possam ter o acesso garantido à casa própria da mesma forma que os casais heterossexuais. A aprovação do Projeto de lei, que agora vai à sanção do Prefeito Rui Palmeira, é mais uma conquista na luta contra a discriminação e o preconceito contra os casais homossexuais.

Mortes por contaminação

                   A cada ano cerca de 2 milhões de pessoas morrem no mundo, por ingerir comida e água contaminadas. A estimativa é da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os números mostram que, em 2010, ocorreram pelo menos, 582 milhões de casos de 22 tipos de doenças de origem alimentar, além de 351 mil óbitos associados a este tipo de problema. Os agentes responsáveis pela maioria das mortes são a bactéria salmonella (52 mil mortes), a bactéria E. coli (37 mil mortes),  aEscherichia Coli, que habita normalmente o intestino humano e o de alguns animais, e o norovírus (35 mil mortes). Os dados indicam ainda que a África é a região onde foi identificado o maior número de casos de doenças de origem alimentar, seguida do Sudeste da Ásia. Mais de 40% das pessoas atingidas por essas enfermidades eram crianças menores de cinco anos. A OMS destacou em nota que a produção mundial de alimentos sofreu um forte processo de industrialização, com distribuição globalizada, e que tais mudanças abrem caminho para a contaminação por bactérias, vírus, parasitas e produtos químicos. Ainda de acordo com a Organização, alimentos contaminados podem provocar mais de 200 tipos de doenças, desde a diarreia até o câncer. Alguns exemplos de alimentos considerados não seguros incluem os mal cozidos de origem animal, frutas e vegetais contaminados por fezes e mariscos contendo biotoxinas.


A história da maconha

                   Um livro que resgata cinco séculos da Cannabis Sativa no Brasil tem estimulado o debate sobre os poderes da maconha. Segundo a obra, de todos os poderes da maconha, um dos menos conhecidos é a sua capacidade camaleônica de mudar de forma, aparência e de significado. O livro “História da Maconha no Brasil” de Jean Marcel Carvalho França, lançado esta semana, nos mostra que a mesma maconha que no século 19 transformava os usuários em assassinos enlouquecidos, agora induz a um pacifismo, uma tranquilidade inofensiva. Num dia era a droga dos pobres, culpada pela degeneração da raça brasileira, no outro de playboys inconsequentes.

A história da maconha 2

                   Até mesmo na característica ideológica ela mostra sua metamorfose. Vista pela direita era subversiva, mais uma estratégia comunista contra a liberdade. Para a esquerda, era alienante, inimiga da luta dos trabalhadores. O livro é considerado fascinante exatamente porque mostra como o discurso que justificou a estigmatização da planta foi se modificando ao sabor do momento. O livro mostra ainda a tendência da humanidade de comprar qualquer discurso com ares científicos que confirme nossas inseguranças e preconceitos.

 A história da maconha 3

                   Os primeiros registros do principio psicoativo da maconha encontrados pelo autor, datam de 1749 e são de ocorrências policiais. São relatos que dão a entender que a droga era usada há muito tempo nas classes mais baixas, mas que, se não era vista com bons olhos, tampouco gerava maiores preocupações. No século 19 a história muda, com textos científicos, alarmistas, que abre caminho para a proibição violenta no século 20. Tudo muda a partir do fim dos anos 80, com uma avaliação mais tolerante. Aí a maconha sofre mais uma metamorfose, com seu uso apresentando alguns riscos, mas com uma interpretação inofensiva para os usuários, podendo até salvar a vida de algumas pessoas e amenizar a doença de tantas outras.

Perfil municipal

                   Uma coletânea com informações atualizadas sobre a realidade dos municípios alagoanos esta sendo lançada pela Secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio. Esta é a 3ª edição do Perfil Municipal de Alagoas. A edição traz dados atualizados, além de informações e indicadores dos municípios alagoanos. Ali podem ser obtidos dados sobre caracterização geográfica, aspectos demográficos, econômicos, sociais, políticos e a infraestrutura existente em cada região do estado. A atualização dos indicadores permite a formulação de políticas públicas, do desenvolvimento de projetos de infraestrutura e a aplicação de práticas voltadas ao potencial dos municípios alagoanos.

Dilma e Obama na cúpula

                   A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff e o Presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, vão se encontrar neste Sábado, no Panamá, onde participam da Cúpula das Américas. Assunto não vai faltar. Dilma Rousseff terá ainda outros encontros bilaterais com presidentes do México, Colômbia e Haiti. No encontro do Panamá, que terá a participação de Cuba, a pauta é formada pela defesa do fortalecimento da democracia, de eleições justas e periódicas, da liberdade de imprensa e do direito à privacidade.

 

 

  • A bancada federal de Alagoas, a exemplo do que aconteceu em outras legislaturas, parece não estar a fim de trabalhar em conjunto em defesa do Estado.
  • Na reunião convocada pelo coordenador da bancada, Ronaldo Lessa, somente três deputados federais se fizeram presentes (Marx Beltrão, Paulão e Cícero Almeida), além do próprio Lessa.
  • Não deram as caras no encontro os três senadores (Collor, Renan e Benedito de Lyra) e os outros cinco federais (JHC, Carimbão, Pedro Vilela, Arthur Lyra e Maurício Quintela).
  • O comércio de Maceió espera elevar em até 20% as vendas dos próximos dez dias dentro da promoção Liquida Maceió, que chega á sua 12ª edição.
  • Os empresários varejistas do centro da cidade e também dos shopping centers estão otimistas em relação ás vendas, uma vez que contam com o apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Maceió, Sebrae e outras instituições.
  • Consumidores que efetuarem suas compras no período vão concorrer a automóveis, motos e eletrodomésticos.